economia do futebol · Law & Economics

A restrição orçamentária não-rígida (“soft budget constraint”) dos clubes de futebol profissional e os riscos do PL do clube-empresa

O “PL do clube-empresa” corre um risco sério: o de ser capturado por clubes que não ajustam suas contas e ser transformado em uma fonte de subsídios às custas dos pagadores de impostos, ou seja dando ao clube uma restrição orçamentária não-rígida (ou frouxa).

Transformar clubes em empresas? Boa ideia. Entretanto, o problema é como criar isso com os incentivos que estimulem o empreendedorismo, não o rent-seeking, como nos ensinou Baumol, em seus últimos escritos.

p.s. Aliás, aguardo o Victor me enviar seu artigo para ler sobre os problemas do Profut.

P_20170606_105831_vHDR_On_1_1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s