A lei dos três desvios-padrão

Leo Monasterio – antigo companheiro deste blog e grande amigo – é o autor de uma das leis mais inteligentes para a manutenção de seu bem-estar: a lei dos desvios-padrão. Trata-se de uma lei normativa. Enunciando-a livremente, diz Leo que você jamais deve discutir (brigar) com alguém distante de você em dois desvio-padrão.

Em resumo: nem um bronco, nem um Nobel valerão uma discussão com você.

A lei é ótima e famosa. Contudo, o paradoxo da história toda ocorre quando vemos o meu querido amigo, com uma frequência acima do esperado, quebrar sua regra. Como isso é possível? A resposta é simples: Leo é racional, mas o conhecimento que ele tem do universo é limitado e, portanto, ele não tem como saber, de antemão, se o debatedor que enfrenta está a dois desvios-padrão de sua inteligência.

Assim, a Lei dos Dois Desvios-Padrão de Leo Monasterio nem sempre é adotada segundo a (agora criada e enunciada com pompas e soar de trombetas) Lei Shikida dos Três Desvios-Padrão (todos os direitos reservados). A modesta lei nos diz que o Leo não conseguirá seguir sua própria regra porque, ao iniciar uma contenda nas redes sociais, terá que estimar a inteligência do adversário e, para tanto, terá que ampliar, inicialmente, a região de sua pesquisa.

Pronto, canibalizei meu amigo e, como alguns economistas pretenciosos (muito comuns no Brasil), criei uma lei com meu nome. Uma lei específica, claro, pois ela é a versão positiva que explica os desvios de conduta do Leo a partir de sua lei normativa.

Feliz 2018!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s