Os glutões

Hume, Smith, and other literati of the last century, used to frequent a tavern in a low street in Edinburgh called the Potterrow; where, if their accommodations were not of the first order, they had at least no cause to complain of the scantiness of their victuals. One day, as the landlady was bringing in a third supply of some particularly good dish, she thus addressed them: – “They ca’ ye the literawti, I believe; od, if they were to ca’ ye the eaterawti, they would be nearer the mark.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s