O que sabemos sobre ‘vouchers’?

Ideologicamente, eu gosto da idéia de vouchers. Mas sou pesquisador, não posso me deixar influenciar pelas minhas preferências ao estudar um problema. O bacana é que acabaram de publicar um baita survey (cinquenta e duas páginas!) sobre o tema. Onde? Lá no famoso Journal of Economic Literature. Reproduzo o resumo e deixo o link. Vai que você tem acesso também.

We review the theoretical, computational, and empirical research on school vouchers, with a focus on the latter. Our assessment is that the evidence to date is not sufficient to warrant recommending that vouchers be adopted on a widespread basis; however, multiple positive findings support continued exploration. Specifically, the empirical research on small-scale programs does not suggest that awarding students a voucher is a systematically reliable way to improve educational outcomes, and some detrimental effects have been found. Nevertheless, in some settings, or for some subgroups or outcomes, vouchers can have a substantial positive effect on those who use them. Studies of large-scale voucher programs find student sorting as a result of their implementation, although of varying magnitude. Evidence on both small-scale and large-scale programs suggests that competition induced by vouchers leads public schools to improve. Moreover, research is making progress on understanding how vouchers may be designed to limit adverse effects from sorting, while preserving positive effects related to competition. Finally, our sense is that work originating in a single case (e.g., a given country) or in a single research approach (e.g., experimental designs) will not provide a full understanding of voucher effects; fairly wide-ranging empirical and theoretical work will be necessary to make progress.

Ou seja, amigos, precisamos de mais estudos – e de mais experimentação. Seria muito interessante que alguém sério na política (não é piada, mas é quase…) abraçasse essta idéia. Que idéia? Um sistema de voucher desenhado da melhor forma possível (no sentido de evitar efeitos adversos). Não é uma questão ideológica, é uma questão de tentar novas formas de políticas públicas que ajudem a educar a meninada, notadamente a mais carente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s