Como perder uma boa chance com o ferro, o nióbio, o cobre, o grafeno, etc

Há três infalíveis receitas para nos garantir um destino medíocre como exportadores de minério. A primeira é criarmos um monopólio estatal de exportação; isso afugentaria rapidamente as usinas consumidoras, receosas de manipulação de preços ou orientação política do abastecimento. A segunda é procurarmos valorizar o nosso produto mediante a ‘sustentação’ de preços; graças a esse processo logramos reduzir a nossa participação no mercado mundial de café, de 75 para 40% em cinco lustros, e não há a menor razão para não realizarmos façanha ainda mais radical no caso do minério. A terceira é evitarmos a associação com as usinas consumidoras; nesse caso, sempre que declinar a procura mundial, seremos os primeiros a ser expelidos do mercado, preservando-se assim as nossas jazidas. [Roberto de Oliveira Campos, “A técnica e o riso”, Apec, 1976, 3a ed, p.48]

Um título alternativo, na era da fake news seria: Roberto Campos humilha potencial candidato à presidência mesmo depois de morto.

rcampos

Entendeu? Ou quer que eu desenhe um diagrama de oferta e demanda?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s