Custo de oportunidade é importante? – o exemplo da Companhia Fiação e Tecidos Pelotense

Como o leitor sabe, a resposta à pergunta acima é: sim, é claro que é importante! Mas vamos ao esclarecedor trecho.

Os navios que levavam o charque de Pelotas para o Nordeste do País retornavam vazios, tornando os custos proibitivos, pois aos índices normais somava-se o ‘frete morto’, ou valor dos porões não ocupados.
Decidiu-se, então, que o problema estaria resolvido com a instalação de uma fiação e tecelagem de algodão em Pelotas, voltando os navios que levassem o charque ao Nordeste, carregados de algodão.
Assim, nasceu a Companhia Fiação e Tecidos Pelotense. Nasceu de um fato econômico. De uma solução econômica’. [Companhia Fiação e Tecidos Pelotense. In: Pelotas Memória, especial 1992, p.15]

Preciso explicar mais? A oportunidade perdida era o porão “não ocupado”. Repare na importância do custo implícito, aquele que nem sempre as pessoas percebem, já que subjetivo. Para você, pode ser que o porão vazio pudesse ser preenchido com um carregamento de linguiças. Para mim, talvez por um carregamento de cervejas. Mas para o ator importante desta história, valia a pena trazer algodão e abrir uma grande tecelagem.

Exemplo legal, heim?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s