Ciclos reais e instituições: no diagnóstico das boas mentes desde, pelo menos, o século XIX

A locomotiva e o telégrafo são choques tecnológicos, ninguém duvida disto. Eles facilitam a transmissão de informações? Claro e as pessoas sempre perceberam isto (e não é à toa que os economistas incorporaram estes insights em seus modelos teóricos desde há tempos…), como se percebe neste entusiasmado artigo liberal na São Paulo do século XIX.

saopaulo_liberal

Claro, existe também a questão institucional. Nem tudo é choque tecnológico, certo? Pois é. Novamente, o que economistas fizeram foi trazer este insight para dentro dos modelos. Ainda que não definidas explicitamente no trecho a seguir, creio que qualquer leitor moderno de Douglass North e da tradição criada por ele concordará que o redator do trecho abaixo tinha a mesma percepção…saopaulo_liberal2

Interessante como muitas vezes somos acusados de trazer conceitos “estranhos” à realidade para nossos modelos teóricos quando, na verdade, só fazemos observar o mundo à nossa volta e tentar entendê-lo de forma cientificamente organizada. Um pouco disto é culpa nossa, por não nos expressarmos tão bem, mas um pouco também é culpa de leitores que, a despeito de seus telhados de cristal, atiram pedras na vidraça dos economistas (e, como bem diria Bastiat, desperdiçam tempo precioso fazendo isto…).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s