Banco Central na encruzilhada

Tudo o que a sociedade não precisava era que Tombini – de má fé ou não, não importa – falasse das previsões do FMI. Bem, a situação não está bonita, não sabemos se há dominância fiscal (caso haja, pior) e as políticas governamentais geraram um cenário de estagflação. Bem, até ontem minha leitura era a seguinte: caso o BC não tenha autonomia, ele segura a SELIC.  Caso ele tenha, ou ele segura ou ele aumenta um pouco (“pouco” porque há a recessão).

A política econômica criada em 1994, que nos deu estabilidade de preços e diminuiu desigualdades, ou está morta (eu diria mais: assassinada), ou está em coma profundo. Uma pena. Volto assim que meu humor melhorar (e quando tiver mais condições de publicar).

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s