Uncategorized

Recesso ocasional

Caso haja algum leitor por aqui, estaremos em baixa atividade nesta próxima semana. Aproveitem para brincar com o R ou ler um bom livro. ^_ ^

Anúncios
Uncategorized

O capital humano das reduções jesuíticas

(…) a primeira prensa entrou no Brasil apenas em 1808, em um tempo em que até os índios das reduções jesuíticas espanholas tinham as suas; foi trazida a um lugar em que não havia faculdades – quando as primeiras universidades dos Estados Unidos datavam do início do século XVII. [Caldeira, Jorge. Nem céu nem inferno. Editora Três Estrelas, 2015, p.233]

Sim, as reduções jesuíticas espanholas já avançavam em capital humano. Entretanto, talvez seja difícil dizer que as reduções alcançaram um desenvolvimento superior às colônias portuguesas e, portanto, teríamos aqui uma pista de que, sim, instituições são importantes. Ou será que não?

Contudo, concedo ao leitor o benefício da dúvida já que não fiz mais que citar um insight de um autor. Vejamos, então, o que diz a história, quando analisada adequadamente, ou seja, com um estudo estatístico sério dos dados. Sim, isso mesmo, um economista já trabalhou sobre o tema. Veja o resumo a seguir (e a página do autor vale a atenção):

This article examines the long-term consequences of a historical human capital intervention. The Jesuit order founded religious missions amongst the Guarani, in modern-day Argentina, Brazil, and Paraguay. Missionaries instructed indigenous inhabitants in reading, writing and various crafts, before their expulsion in 1767. Using archival records and municipal census data, I demonstrate that educational attainment was and remains higher after 250 years in areas of former Jesuit presence. These differences also translate into 10% higher incomes. The effect of Jesuit missions emerges clearly after comparing them with abandoned Jesuit missions, Franciscan Guarani Missions and using an Instrumental Variables strategy. In addition, I collect survey data and conduct behavioral experiments, finding that respondents in missionary areas exhibit higher non-cognitive abilities and collaborative behavior. Such enduring differences are consistent with transmission mechanisms of occupational persistence, inter-generational knowledge transmission and indigenous assimilation. Robustness checks suggest that the results are not driven by migration, urbanization and tourism.

História econômica é um campo muito interessante, não? Os resultados do autor, aparentemente, corroboram o insight de Caldeira. O que o seu professor de história do colégio lhe contou eu não sei, mas o que as pesquisas mostram, isto sim, eu sei.

Uncategorized

Maximização de lucros e o Lobão (o time, não o cantor)

O Lobão pode ganhar uma receita extra que o ajudaria a equilibrar suas finanças e, quem sabe, melhorar o plantel. Entretanto, o aluguel do seu estádio para o adversário ainda não saiu do papel.

Maximizar o lucro é importante para que existam recursos para investimentos. Alugar o estádio é uma ótima idéia. Bem, existem outras opções. Por exemplo, outro dia mesmo, sugeri que a direção do clube negociasse com a Liga Retrô a comercialização de alguns de seus uniformes clássicos. Bem, clique aqui e veja quantos times pelotenses conseguem uma grana extra e publicidade nacional.

soccernomicsMas não precisa negociar com a Liga Retrô (bem que eu queria ganhar uma grana por esta propaganda gratuita, mas não recebo do time, nem da empresa de camisas). Há outras opções como colocar quiosques com produtos em shoppings ou abrir lojas físicas (a única existente está na própria Boca do Lobo e não há vendas virtuais…muito menos agora, com a bizarra lei do novo ICMS). Ah sim, a concessão de espaço em um estádio também é uma estratégia, embora mais antiga.

Quem quiser se aprofundar em Economia dos Esportes (Sportonomics) pode começar por aqui. Aliás, existe um livro em português de Kuper e Syzmansk (um autor bem popular na área…).

De qualquer forma, torço para que a novela do aluguel chegue a um resultado ótimo para as duas partes. Acredito, contudo, que alugar é a melhor estratégia. Receita extra é sempre bem-vinda, não?