Uncategorized

Você pode ser mais islâmico do que pensa :)

Sim, as video-aulas voltaram. Não tenho nenhum curso planejado, mas acho que você vai se divertir com esta pequena aula. Assim espero.

Há uns três semestres que alunos passam por este texto comigo. Há dois, eles o apresentam. O livro tem mais, claro, mas acho que já é hora de chamar a atenção para o tema do livro de maneira mais, digamos explícita.

Preste atenção. Tem uma economia política lá nesta história dos espanhóis. Assista o vídeo até o final. Comentários? São bem-vindos.

2 comentários em “Você pode ser mais islâmico do que pensa :)

  1. Alguns pontos:

    1) As vídeo-aulas são ótimas porque você deixa sempre em torno de 8-10 minutos. Muito mais que isso seria cansativo;

    2) Você continua recebendo “uma luz” só que agora ela só ilumina uma parte do seu cerébro rsrsrs;

    3) Sou bastante religiosa, mas obviamente, sou bastante livre pra pensar inclusive sobre a minha Igreja. Mas o que queria citar aqui é que até hoje só conheci um trabalho missionário cristão-católicos no meio dos índios que realmente merece meu respeito e admiração: o trabalho das Irmazinhas Azuis (ou Irmazinhas de Jesus de Charles Foucald). Uma Congregação Francesa que chegou durante o período do Regime Militar à região do Araguaia. Elas foram morar junto com os índios Tapirapé. Os Tapirapé não queriam mais viver (por uma série de razões) e, naquela época, eram pouco mais que 40 Tapirapés. A presença das Irmazinhas na aldeia Urubu Branco (já na divisa com o Pará) mudou a vida deles. Aos poucos foram revivendo e crescendo e, principalmente, mantendo sua cultura. As Irmazinhas vivem até hoje nessa aldeia, mas o que realmente é impressionante é que mesmo depois de 50 anos de presença delas lá elas nunca impuseram suas crenças ou seu jeito de viver. Não há Igreja Católica lá. Os Tapirapé mantém sua religião e suas tradições e hoje já somam mais de 800 pessoas. O mais incrível é que hoje eles possuem escola dentro da aldeia com professores Tapirapé. E por aí vai… A história é longa… rsrsrs Mas pra mim um belo exemplo de SER cristão os das Irmazinhas e não de IMPOR o cristianinismo (aqui um pouco da História Tapirapé: http://pib.socioambiental.org/pt/povo/tapirape/1009);

    4) Especificamente na Economia, bem… é só lembrar que os judeus-cristãos são descendentes de Abraã com Sara (tomaram toda a terra dos cananeus, heveus, jebuzeus, heteus, ferezeus, e tudo que é eus… ), já os islâmicos são descendentes de Abraã com a sua escrava Agar. (Israel versus Ismael)……… E tendo a mesma descendência como não poderíamos ter estas semelhanças?

    O que me espanta de fato é: passaram-se 4 mil anos desde Abraão e não me parece que evoluímos muito quando estamos diante da idéia de poder e supremacia… claro, posso estar errada.

    Desculpe o longo comentário, mas o assunto é muiiiiiiiiiiiiiiiito interessante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s