Uncategorized

O tamanho ótimo do governo

Um dos países menos liberais do mundo, o Haiti, hoje enfrenta uma situação indigna e triste. Trata-se de um exemplo simples de como um Estado gigantesco (mesmo para um minúsculo país como o Haiti), com o poder concentrado nas mãos de um presidente pode ter um destino horroroso.

Pode não, terá. Sempre.

Foi só o chão tremer e todo o gigantismo do governo haitiano veio abaixo. Sequer conseguiram tirar as pessoas dos escombros, ao contrário do governo chileno em situação similar (mas de menor impacto).

Haiti é um exemplo a ser lembrado quando se discute o tamanho do governo.

4 comentários em “O tamanho ótimo do governo

  1. ‘Haiti é um exemplo a ser lembrado quando se discute o tamanho do governo.’

    Por quê?

    Nunca ouvi dizer que o Haiti se caracterizava por governo grande.

    1. Mas é só olhar o Haiti no índice de liberdade econômica da Fraser. Não falo apenas de G/PIB, mas do governo de maneira geral. Ponto anotado, thanks.

      1. Mas liberdade econômica não tem muito a ver com tamanho de governo.

        O Haiti é muito mais um caso de país com Estado fraco – no sentido do Estado não ter capacidade tributária para fazer aquilo que cabe ao Estado (lei e ordem, bens públicos etc).

        Quanto à sua pobreza, vem do fechamento do país ao mundo depois de sua independência. Por várias décadas o Haiti se viu cercado de países escravocratas e colônias européias. Durante boa parte do século 19, a sociedade haitiana foi militarizada com o intuito de defender a ilha de uma volta dos franceses ou conquista pelos espanhóis. A agricultura de exportação foi destruída. É uma história triste, mas muito interessante.

        Quando os americanos chegaram nos anos 1920 e passaram a construir estradas, os haitianos achavam que as estradas estavam sendo construídas para que os invasores melhor pudessem controlar o país – e não para que a economia pudesse se desenvolver.

        Ainda hoje, muito da estrutura agrária haitiana ainda é baseada no minifúndio de subsistência, com pouco contato com o mundo exterior.

      2. Disto não discordo. Belas informações, Irineu. Só me faz pensar que a correlação entre fraqueza de um estado e tamanho do governo (ultra-regulador, rent-seeking dominando profit-seeking) deve ser elevada. Tristes trópicos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s