Uncategorized

A minha tia velhinha de Taubaté

Tem tido alguma repercussão a série da minha tia velhinha de Taubaté, lá no Ordem Livre. Tivemos um, dois, três textos ao todo. Neste último, ela estava muito irritada com a falta de vergonha de nossos políticos (e diplomatas).

Um comentário em “A minha tia velhinha de Taubaté

  1. Graças a companheira Dilma, poderei bater no peito e afirmar que tenho um mestrado mesmo que eu o tenha mandado para aquele local porque exerci outra atividade. Afinal, a tese é só um detalhe. Piadas a parte embora eu seja diretamente beneficiado com a medida Dilma-Amorim de rendimento academico, a coisa mostra que o limite da baixaria acabou. Muito feio o negócio. Bom, ela tem CL e eu, pobre mortal que não concluiu o mestrado como ela, não. Deve ser porque a UFRGS é um pouco mais séria que o normal e a outra um antro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s