Uncategorized

Homenagem Discreta

Discretamente, sem citar o nome, vou dizer o seguinte. Por duas vezes trabalhei com ela no setor público. A pessoa é de uma competência só. Exceção no mar de lama do corpo-mole que é o Estado brasileiro. Posição política diametralmente oposta à minha, nunca se deixou levar por ideologias e deve ter sido a primeira pessoa a saber de minha admiração pelos filmes de John Woo na fase Hong Kong. 

Agora se aposenta, contam-me alguns ex-alunos (que são alguns dos meus atuais amigos mais inteligentes). 

Aposentada, penso, deixará um imenso fosso onde trabalhou. Não a vejo há algum tempo, mas aposto que todos a encontrarão nestas salas de cinema com os terríveis “filmes de arte” de BH. Minha fase “culta” de cinema não existe mais – exceto por um ou outro Ozu e Kurosawa – mas minha amiga certamente estará lá, marcando presença naqueles filmes franceses que ela diz serem geniais e eu abomino.

O bom da história é que vai descansar um bocado. Agora, pode apostar, a repartição na qual trabalha vai ter muto trabalho porque minha amiga era muito, mas muito acima da média…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s