Uncategorized

Crise mundial

Mais uma explicação sobre a crise, desta vez, de Larry White. Já notou, leitor, quantos economistas norte-americanos se aprofundaram consistente e rapidamente sobre a crise para entendê-la e melhorar nosso conhecimento sobre a mesma? No Brasil, ao contrário do que disse o presidente da CAPES, o número de artigos de economistas – com o mesmo grau de consistência e seriedade – é muito menor.

Parece que o modelo norte-americano e europeu ainda é melhor, não é? Ah sim, talvez devêssemos excluir Cambridge e a New School of Social Research de nossas prioriedades de bolsas para doutorandos. É o que entendi da declaração de nosso burocrata do topo hierárquico da CAPES. Se estou enganado, por favor, corrijam-me.

Mais reações na blogosfera sobre a desastrada declaração? Eis aqui uma, mais uma e, claro, esta.

Uncategorized

Mais água no feijão dos doutrinadores

Em entrevista ao O Globo, o Presidente da CAPES, Jorge  Guimarães, sobre as mudanças na política de bolsas para o exerior da CAPES diz:

“Por exemplo, neste quadro que estamos vivendo hoje, a pergunta em relação à formação de doutores na área economia é: nós vamos continuar mandando alunos para formar doutores num modelo que faliu o mundo? Então nós temos que perguntar a nossa área de economia o que eles vão nos dizer agora. Nós vamos mandar fazer aonde? Vai ser no mesmo modelo? Este modelo mostrou-se totalmente anticientífico, para dizer o mínimo.”

Imagino que a CAPES usará o mesmo critério para a área de energia, responsável pelo aquecimento global; e das ciências médicas, responsáveis pela explosão populacional e todas suas consequências perniciosas. E fico me perguntando aonde ele pensa que o Brasil vai conseguir formar economistas capazes de lidar com a crise, que trabalhem com um “outro modelo”: na China, será?

Quem disse isso? Vai lá e confere.

Uncategorized

Política externa e interna…

Quando os furacões assolaram o Caribe, as doações do governo Lula para Cuba, na forma de alimentos, medicamentos e materiais diversos, superaram os R$ 50 milhões, apenas pelo que foi publicado na imprensa, pois tudo o que se relaciona ao império comunista da dinastia Castro reveste-se do maior sigilo. Em arroz foram enviadas 15 mil toneladas, a um custo de R$ 30 milhões. Boeings desceram em Havana carregados de doações. Lula, que saiu até atrás de navio espanhol para levar alimentos para Cuba, ainda não disse quantos milhões enviará para reconstruir o estado de Santa Catarina, devastado pelas chuvas, com número de mortos que já chega à casa de meia centena de cidadãos brasileiros. O site do PT, à época dos furacões, trombeteou condoído que morreram sete pessoas na ilha, “o que para Cuba era muito”. Para o PT, que até agora fez apenas os discursos de praxe, é muito ou pouco os 49 mortos em Santa Catarina? Se Cuba recebeu R$ 50 milhões, quanto Santa Catarina merece? Hoje, no Café com o Presidente, Lula falou de etanol e não dirigiu uma só palavra para os catarinenses. A ilha de Lula é Cuba, não devemos esquecer.

Dica do Coronel.

Uncategorized

Por que o bloqueio norte-americano a Cuba é inútil?

Exceto pelos eleitores de Miami, sim, o bloqueio não tem impacto sobre a ditadura cubana. Isto ocorre porque o governo cubano sempre consegue outros parceiros comerciais. As últimas notícias, por exemplo, mostram que o governo russo pretende continuar suas transações com o ditador cubano e sua oligarquia. As perspectivas não envolvem esmolas, como na era soviética, e sim recursos reais.

Uncategorized

É Taiwan a nova Manchúria?

Durante a Segunda Grande Guerra, o governo japonês fez da Manchúria seu estado-fantoche (os poucos jovens que assistiram o famoso “O Último Imperador” devem ter percebido isto). Agora, o governo bolivariano da China (República Popular da China) age de forma similar ao governo de Taiwan. Será Taiwan um estado-fantoche?

A pergunta nos remete a um problema maior, claro, que tem a ver com a terrível relação entre democracia e liberdade econômica. Quem deve vir primeiro? Ou ambas devem vir simultaneamente? A resposta sobre a relação entre instituições e crescimento econômico, claro, não é simples. Sabemos pouco sobre a relação teórica entre instituições formais, informais, crescimento econômico, capital humano e qualidade de um governo. Esta, aliás, é uma agenda de pesquisa promissora mas que certamente encontra resistência entre alguns economistas cuja consciência pesa menos do que o bolso. Sim, eles existem e logo saberemos mais sobre seu impacto em algumas dimensões importantes…

Uncategorized

Victor David Hanson está melancólico

Das dez reclamações dele, achei esta interessante:

As I wrote earlier, the shrill Left is increasingly far more vicious these days than the conservative fringe, and about like the crude Right of the 1950s. Why? I am not exactly sure, other than the generic notion that utopians often believe that their anointed ends justify brutal means. Maybe it is that the Right already had its Reformation when Buckley and others purged the extremists—the Birchers, the neo-Confederates, racialists, the fluoride-in-the-water conspiracists, anti-Semites, and assorted nuts.—from the conservative ranks in a way the Left has never done with the 1960s radicals that now reappear in the form of Michael Moore, Bill Ayers, Cindy Sheehan, Moveon.org, the Daily Kos, etc. Not many Democrats excommunicated Moveon.org for its General Betray-Us ad. Most lined up to see the premier of Moore’s mythodrama. Barack Obama could subsidize a Rev. Wright or email a post-9/11 Bill Ayers in a way no conservative would even dare speak to a David Duke or Timothy McVeigh—and what Wright said was not all that different from what Duke spouts. What separated Ayers from McVeigh was chance; had the stars aligned, the Weathermen would have killed hundreds as they planned.

Tal como lá, aqui também a esquerda nunca expurgou seus radicais. Liberais inexistem e a direita é tal qual a esquerda. Vale dizer, não dá para ficar mais otimista…

Uncategorized

Venezuela

Lembra da última vez em que ele reconheceu a derrota? Foi no plebiscito. Em seguida, ele enfiou tudo o que desejava por decreto, goela abaixo dos eleitores. Bem, isto pode acontecer de novo porque o sujeito reconheceu a derrota em alumas das municipalidades que achava ter ganho. Para quem já leu um pouco de Economia Política (e mesmo para quem não leu) está claro que ele quer um parceiro para dividir o fracasso de suas políticas…

Ah sim, mais informes de ontem:

A continuación se presenta el reporte de las 8:30pm el domingo 23 de noviembre.

Se reportan irregularidades en centros electorales de la ciudad capital.

– Se registran testimonios que en el estado Vargas, se le están ofreciendo 120 Bs.F (aproximadamente $50) a las personas para que vayan a votar. Se les hace entrega de una clave de votación para los candidatos del PSUV.

– Se han recibido reclamos de parte de la Comisión de Derechos Humanos del Movimiento Estudiantil de hostilidad en el centro electoral Jesús Enrique Losada del Municipio Libertador en el área Metropolitana. Las acciones agresivas son realizadas por personas pertenecientes al PSUV y dirigidas hacia los testigos, miembros de mesa y representantes de la Comisión. Este centro había reportado denuncias esta tarde.

– El acto de auditoría es un acto público por ley. Se les está prohibiendo la entrada a los ciudadanos para evidenciar este acto.

– Según el centro de denuncias de la Comisión de Derechos Humanos, se han procesado 83 denuncias.

– En el centro electoral San José de Tarbes, se reporta que militares han salido del centro cargando cajas de material electoral. El público reclamó verificar qué había en esas cajas, y les fue negado. El presidente de mesa asegura que era sólo material electoral extra, mandado a trasladar por órdenes superiores. Esto no pudo ser verificado por los votantes presentes en ese momento.

– Muchas de las mesas de votación no han finalizado los comisios aún, por lo que no se puede transmitir resultados por el momento.

Saludos,

Nuevas Premisas

Vejamos o que ocorre nos próximos dias.


Uncategorized

Mais sobre a Venezuela

El siguiente es el reporte a las 6:00pm del domingo 23 de noviembre.

Estatus quo

A esta hora varias organizaciones han emitido sus primeros reportes sobre los resultados de las elecciones. No se pueden considerar oficiales y por ende no deben ser propagados todavía.

Por ley la hora de cierre de las mesas es a las 4:00pm, siempre que no haya cola. Sin embargo se tiene información de que algunos centros se han mantenido abiertos a pesar de que no hay electores. Por otro lado, hay reportes de centros que todavía presentan votantes en espera para sufragar y no han podido hacerlo por la lentitud del proceso.

Irregularidades puntuales reportadas por testigos

-Se han observado varias rondas de motorizados por el área metropolitana. Un testigo declaró al ver una de estas hordas que parecían estar armados y llamaban a salir a tomar centros de votación en defensa del PSUV.

-El partido de gobierno ha realizado actos de campaña durante la jornada a pesar de que estaba prohibido. Mas específicamente, se han observado toldos identificados con el partido del gobierno por las inmediaciones de algunos centros electorales regalando agua a los electores e indicando cómo votar, instalaciones con música frente a centros de votación, incluso apariciones públicas de los candidatos haciendo campaña.

-Irregularidades de parte de los efectivos del Plan República (efectivos militares): excesiva participación en el proceso, entregando a los votantes instrucciones para votar y permitiendo utilizar símbolos del PSUV.

-Uno de nuestros observadores vio a votantes ser rechazados de un centro a causa de su vestimenta.

-El partido COPEI informa que el estado Táchira “se está abusando del proceso electoral” al incitar a los trabajadores a votar con una determinada tendencia política.

Los observadores internacionales de Nuevas Premisas en su recorrido por los centros electorales hacen las siguientes observaciones. Explican que el proceso es lento porque no existe asistencia para las personas de la tercera edad. También existen muchas maquinas con problemas funcionales y las mesas se niegan a cambiarlas. En algunas mesas el paso de las capta-huellas ha sido eliminado para acelerar el proceso electoral, que en general tiene una duración de 4 a 6 horas. A los observadores nacionales que los acompañaban les fue negada la entrada a los centros de votación.

Las instituciones venezolanas no han actuado de la manera más transparente, entorpeciendo el proceso electoral.

Saludos,

Nuevas Premisas

Alguém tem que dar um espaço para a oposição se manifestar, não? Já que a imprensa venezuelana não anda bem das pernas, eis aqui um pouquinho de uma “outra visão é possível” do que ocorre sob o bolivarianismo assumido.

Ah sim, o movimento estudantil (que honra as calças) é este.