Uncategorized

Enquanto cristãos brasileiros recorrem ao Estado para promoverem suas “crenças”…

Gwartney mostra que outros cristãos são possíveis.

Quando as decisões são tomadas politicamente, as visões minoritárias, geralmente, são suprimidas. Por exemplo, em uma escola pública, a maioria decide se serão permitidas orações, se haverá aulas de educação sexual e qual deverá ser a ênfase nas habilidades básicas. Aqueles que não concordam com a decisão deverão desistir ou então pagar duas vezes pela educação, uma vez nos impostos e outra nas mensalidades da escola privada.

Um sistema de mercado permitiria que cada minoria fosse representada. Por exemplo, sem interferir na liberdade dos outros, alguns pais poderiam enviar suas crianças para escolas que permitem orações. Cristãos praticantes, que freqüentemente se encontram em minoria, deveriam apreciar esse aspecto do capitalismo, que permite que pessoas tenham objetivos diferentes sem conflito ou rancor.

Será que sobreviveremos ao catolicismo brasileiro?

p.s. outros religiosos podem adaptar suas perguntas a seus credos. Basta lembrar do “brasileiro” para distinguir a religião entre os selvagens da religião nos países mais tolerantes.

Um comentário em “Enquanto cristãos brasileiros recorrem ao Estado para promoverem suas “crenças”…

  1. Rapaz,
    Eu estou com o Dawkins. Deixar uma criança ser “educada” em uma escola religiosa eh uma violencia. Eh moralmente incorreto aproveitar o cerebro infantil para faze-la uma credula de qq feh. Uma madrassa ou na escola catolica violam o principio moral universal de protecao dos inocentes.
    O mercado satisfaz muito bem os desejos dos pais, mas nao o da crianca, a principal interessada em sua formacao. A minoria do eu-sozinho, a crianca, deveria ser protegida pela Lei de todo ensino de religioso ateh que o moleque tenha os miolos no lugar e possa escolher por si mesma a religiao a seguir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s