Uncategorized

Mineiro pão-duro: lenda ou realidade?

Publicado em: 01/07/2008

Um agricultor de 33 anos foi preso em Natércia, no Sul de Minas, após dirigir embriagado e tentar subornar um policial. O veículo dele estava atrapalhando o trânsito e, ao ser abordado, a PM constatou que o motorista estava alcoolizado.

Ao ser questionado sobre a documentação do veículo e habilitação, o condutor entregou uma nota de R$ 20 ao policial, tentando suborná-lo. Preso em flagrante, ele foi levado ao hospital onde um exame clínico confirmou a embriaguez.

Convenhamos: só R$ 20?

p.s. um “mineirim” “riquim” provavelmente chama o “paizim” que conhece um “juizim” e paga um monte de “dinheirim” para o “guardim”. Mas, diria o mestre da piada, ainda assim, seria um “troquim” porque “mineirim?  é tudo “pão-durim”…

3 comentários em “Mineiro pão-duro: lenda ou realidade?

    1. Trabalhei em hotel 10 anos em BH. Sempre que chegava algum carro com placa de MG os mensageiros fugiam. Os mineiros, diferentes do resto do mundo, nunca davam gorjeta. Acho que esse é o maior mal herdado de um passado de escravatura: a vontade de explorar e não retribuir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s