Uncategorized

Você entende de Finanças?

Pessimistic preferences and portfolio allocation – empirical analysis and risk management applications

Márcio Poletti Laurini

Resumo
Neste artigo, analisamos as propriedades empíricas da metodologia desenvolvida por Bassett et al. (2004) para a solução do problema de seleção de carteiras quando os agentes possuem funções utilidade pessimistas. Neste enfoque, as probabilidades dos retornos extremos negativos são inflacionadas com o uso de uma função de distorção empregando a teoria de utilidade esperada de Choquet. Compara-se esta metodologia ao paradigma média-variância de Markowitz, por meio de medidas de mensuração de risco tais como Value at Risk e Expected Shortfall, para uma carteira de ações formada pelos títulos contidos na carteira teórica do Ibovespa.

É o Márcio Laurini mandando ver!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s