Uncategorized

Ideologia importa?

Caso minha memória não esteja a me enganar, Gordon Tullock, uma vez, fez esta pergunta. Algo como: “se ideologia não importa, porque os grupos de interesse gastam tanto dinheiro nisto”? Não se trata de teoria da conspiração. É pura e simplesmente a ação racional dos burocratas auto-interessados. Robert Higgs, há anos, mostra que a ideologia pode explicar um fenômeno bem conhecido dos brasileiros: o tamanho (crescente) do governo.

Há, contudo, duas possíveis formas pelas quais a ideologia atue na destruição da sua liberdade. Uma delas é que, simplesmente, a ideologia seja um simples disfarce para o avanço da agenda de grupos de interesse em busca de benefícios às custas dos contribuintes. A outra é que os grupos realmente acreditem que o extermínio da liberdade individual seja o melhor caminho para o avanço de sua agenda.

A diferença é que os primeiros usam as regras do jogo para mudar os resultados enquanto que os outros pretendem destruir a chance de uma nova partida através da penalização (com a morte, em muitos casos) dos que desejem jogar. Algo como ter o poder de impor que uma partida de futebol entre os amantes do futebol e as amantes da ópera (para parodiar o famoso jogo “Batalha dos Sexos”), se vencido pelas últimas, resulte na eterna proibição do futebol, mutatis mutandis para o caso do pessoal do futebol.

Não é irreal pensar que ideologia seja importante no segundo sentido. Minha leitura, até o momento, do The Master Plan de Heather Pringle (indicação, lembro sempre, do Filisteu), mostra que existe gente que realmente investe dinheiro para validar sua crença, por mais absurda que seja. No caso deste livro, o maluco é Himmler que, honestamente, acreditava existir mesmo esta maluquice de raças e, mais ainda, acreditava que a sua era a raça superior.

Ideologia importa…no Brasil? Talvez uma boa oportunidade de se discutir isto seja pensar em dois singelos (e perigosos) exemplos: o cabide de empregos dos jornalistas e o uso político das salas de aula. Será que há mesmo gente que queira terminar com o jogo (ou seja, que não use este discurso apenas como discurso)?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s