Cultura · Desenvolvimento econômico

Cultura e Desenvolvimento Econômico

Se cultura fosse algo estático – como querem alguns amantes da petrificação (= “preservação”) de certos valores pitecantrópicos ainda encontrados em algumas sociedades – esta bela mensagem de paz de alguns exilados da Somália jamais chegaria até seu principal público-alvo: os somalis. E olha que já chega sob risco de vida dos cantores.

Não é que todo petrificador de ritos ancestrais seja mal-intencionado. O ponto é que a pretensão regulatória de suas propostas parecem ignorar totalmente o fato óbvio de que ele mesmo, o petrificador, é incapaz de prever as conseqüências intencionais de suas propostas intencionais.

Este é um problema que nem sempre o estudo do custo-benefício é capaz de tratar, em sua totalidade. E é por isto que eu desconfio sempre de propostas que nem estes imperfeitos estudos (de custo-benefício) apresentam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s