economia · Marketing · monopólio

iPhone e a discriminação de preços

Cada dia que passa enxergo mais exemplos do que vemos em sala de aula no cotidiano. Quem fala que economia é uma ciência puramente teórico, não sabe a besteira que está falando.

O exemplo de hoje é o caso da Apple, que reduziu ontem (terça) o preço do iPhone em 200 dólares. Por que que adotaram  tal medida? Resposta óbvia: porque esperam lucrar mais com isso. Vamos à explicação. Lembra da sua aula de introdução à micro? Pois bem, a explicação disso tudo está nas palavras do seu professor.

A Apple é monopolista do iPhone. Como não existe substituto (quase) perfeito para o iPhone (o aparelho é fantástico; as fotos são de qualidade altíssima e você navega na internet como se estivesse em um computador; além de ser um celular), a Apple pode escolher o preço que maximizará seu lucro. Mas qual seria esse preço? Se ela escolher um preço muito alto, como fez inicialmente ($599), poucas pessoas iriam comprar o produto. Se escolher um preço muito baixo, muitas pessoas estariam dispostas a pagar um pouco mais pelo produto, e a companhia perderia assim oportunidade de lucrar mais. O que fazer então?

Aham! Aí você lembra do caso do monopolista descriminador de preços: aquele que extrai todo o excedente possível, aquele que seu lucro é  o máximo possível. Mas como que a Apple fez isso?

 

Gráfico - discriminação de preço

Fácil. Ela estabeleceu um preço inicial considerado alto (p1). Aqueles pessoas que “fariam de tudo” por um iPhone foram lá e compraram o aparelho e ficaram muito felizes. A Apple também ($$) (área vermelha, supondo custo =0). Como já se passaram 3 meses após o lançamento, o número de pessoas dispostas a pagar $599 (p1) diminuiu bastante.

Para continuar vendendo bem , a empresa apenas diminui o preço (p2). Com novo preço, muitos novos consumidores irão comprar o produto, pois seu preço de reserva (valor máximo que estão dispostos a pagar por um bem/serviço) é maior ou igual ao novo preço.

Sendo assim, a Apple espera vender mais e extrair um lucro maior (área vermelha + azul) que se adotasse somente um preço e por isso o faz.

Eu disse espera? Sim. Escolhas dos agentes são baseadas em expectativas (racionais), mas isso é assunto para outro post.

Acho que fui claro o suficiente nas explicação. E aí, o que acham?

 

Anúncios

5 comentários em “iPhone e a discriminação de preços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s