Uncategorized

Prebisch tomava café? Ou preferia Coca-Cola?

Eis aí uma pergunta que me faço sempre. Afinal, qual deles tem maior “valor adicionado”? Pense bem antes de responder. Afinal, nunca se sabe que novos usos vão descobrir para um produto…

Claudio

Continue lendo “Prebisch tomava café? Ou preferia Coca-Cola?”

Uncategorized

Truco!

O outro lado de Romão
A Folha, sempre fiel ao princípio do “outro lado”, ouve na edição de hoje José Eduardo Romão, aquele rapaz que chefia o Departamento de Justiça (aliás, ele aparece em duas páginas do jornal – falo depois). Expoente do “Direito Achado na Rua”, ele era a voz mais entusiasmada em favor da censura prévia. Comento, a propósito, em outro post, um editorial do Estadão. Mas quero agora falar de Romãozinho. Ele classifica de “risco democrático” o fato de a nova portaria do governo atribuir às emissoras a função de classificar os programas. Na versão anterior, o Ministério da Justiça chamava para si essa tarefa. Acompanhem com o Tio Rei, sempre empunhando o archote da lógica:

Se a autoclassificação, COMO NÃO QUERIA O GOVERNO, é um “risco democrático”, a classificação oficial, COMO QUERIA O GOVERNO, era uma “segurança autoritária”, certo?

Bingo! O “outro lado” da democracia é mesmo a ditadura. Eu já desconfiava.

Trucou bonito.

Claudio

Continue lendo “Truco!”

Uncategorized

O Rock acabou!

Pois então, hoje é o dia mundial do rock! Apesar da pirataria, downloads sem licença do autor e etc o mundo continua produzindo belíssimas bandas de rock. No Brasil nos temos os cariocas do Moptop! Mas a grande verdade é que a nova leva de bandas inglesas, como os Arctic Monkeys e o Bloc Party, (além dos Strokes), salvaram o rock da pasmaceira da década de 1990.

Fábio

ps o rock acabou é uma das faixas do último cd do Moptop.

Continue lendo “O Rock acabou!”