Uncategorized

Roubo, corrupção e educação

Corrupção e educação podem ter uma relação positiva. Além disso, alguns tipos de crimes podem ter relação negativa com a educação.

Não são fatos contraditórios. A corrupção, em uma sociedade que valoriza a ação dos grupos de interesse em detrimento da busca de eficiência, pode muito bem estar associada com jantares elegantes, regados a saraus de poesia, o que exige um grau de educação muito maior do que o que se requer para roubar um sujeito na rua.

Claudio

Continue lendo “Roubo, corrupção e educação”

Uncategorized

Croniquinhas do dia-a-dia (Fábio, a carne de sol e o colapso da incerteza knigthiana em Bangu-3)

Domingo

F(ábio): – Vamos comer carne de sol com mandioca amanhã? Já não vejo isto desde que me mudei para São Paulo e estou morto de vontade.

Eu: – Ok, Fábio. Marcamos com todos.

Segunda

No bar, chego mais cedo, às 17:45, pois Fábio me convenceu, com diversos argumentos, que 18:00 era o melhor horário. Ele somente chegaria às 18:45. Ari/Patrícia, Rai/Lízia só chegariam às 19:XX (XX > 10).

Lá pelas 18:15, eu abro o cardápio. Escrito em pincel atômico, no final da seção de “porções”, vejo a tal “costelinha com mandioca”. Lá em cima, um prato riscado. Adivinhou, né?

18:45

F: – Oi Shikida, esperou muito? (com um sorriso sarcástico)
Eu: – Não, imagina. Mas tenho uma má notícia para você.
F: – Qual?
Eu: – Não tem carne de sol com mandioca.

Segue-se um curto, porém profundo silêncio, desesperador, eu diria, para o meu amigo Fábio. Após os segundos mais lentos de sua vida, ele diz:

F: – Tudo bem. Vamos pedir agora?

E a noite prosseguiu. Mas Fábio não era o mesmo. Faltava algo em sua conversa. Pensei se a vitória do seu time não teria sido suficiente. Se a vida em São Paulo não era aquelas coisas. Ou se a crise da política brasileira o havia entristecido.

Mas desconfio que o motivo era outro.

Hoje, no almoço

A(ri): – Shikida, veja, tem carne de sol com mandioca.
Eu: – Beleza, vou comer e documentar em texto para sacanear o Fábio.

E assim foi feito.

Claudio

Continue lendo “Croniquinhas do dia-a-dia (Fábio, a carne de sol e o colapso da incerteza knigthiana em Bangu-3)”

Uncategorized

Qual o valor de uma medalha do Itamaraty?

Vejamos:

Os organizadores da solenidade que marcaria a “diversidade cultural do País”, no linguajar dos diplomatas, ficaram decepcionados com a ausência dos senhores Jessé Gomes da Silva Filho (Zeca Pagodinho), Senor Abravanel (Silvio Santos) e Romário de Souza Faria (Romário).

Zeca Pagodinho e Romário foram agraciados no grau Oficial. Já Silvio Santos como Comendador.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregou pessoalmente medalhas Grã-Cruz, o grau máximo, ao procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, ao presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), ao governador da Bahia, Jacques Wagner (PT), e aos ministros Franklin Martins (Comunicação Social), Marta Suplicy (Turismo) e Miguel Jorge (Desenvolvimento).

Também receberam a comenda Grã-Cruz os comandantes das Forças Armadas e os ministros do Supremo Tribunal Federal Eros Grau e Cármen Lúcia Rocha.

A diplomacia deve muito a Marta Suplicy, Franklin Martins, Arlindo Chinaglia, Silvio Santos e Zeca Pagodinho?

Com a palavra, Paulo Roberto Almeida (se eu pudesse perguntar a alguém, perguntaria a ele).

Claudio

Continue lendo “Qual o valor de uma medalha do Itamaraty?”

Uncategorized

Não leia este blog! Não leia blog algum!

Segundo o último Censo, o índice de analfabetismo funcional no Brasil é de 27%.

Segundo os dados do ITCDP, 80% dos brasileiros não entendem ironia.

E ainda segundo os índices do ITCDP, 90% dos leitores de blog são apenas burros.

Portanto…

Como diria o Millôr, “Para bom entendedor meia palavra basta. Entendeu …ecil?”

Claudio

Continue lendo “Não leia este blog! Não leia blog algum!”

Uncategorized

O que acontece quando um bolivariano com muito poder não sabe Economia?

Isto:

But things really got worse today, when a Wall Street firm cut its recommendation on Venezuela’s debt based on the fact that Chief Treasurer Chavez had decided to have Venezuela withdraw its membership from the IMF. You see, much of the country’s bonds, including those issued by Chavez as recently as a year and half ago, include a clause or a covenant which says that the country leaving the IMF would constitute a default event. Of course, Chavez knows it all, but apparently could not remember this detail, which led to the bonds dropping today. To make matters eve worse, the Minister of Finance, said Venezuela had no plans to default on its debt, demonstrating his ignorance about what default means. He repeated later in the day that Venezuela had no plans to default, referring to no plans of stopping paying the debt, but clearly failed to understand that a technical default would mean that bondholders could ask for accelerated payment, lowers ratings, more cost and even worse, the inability of the country to issue new debt while the condition exists.

Grifos meus. É isto aí, gente. Não aprendeu nada sobre expectativas racionais (porque isto é coisa de gente feia, malvada e imperialista, que maquina para roubar todo o petróleo da Venezuela e entregá-lo para Moloch ou alguém parecido com ele), paga o preço.

Custava ler as cláusulas?

Claudio

Continue lendo “O que acontece quando um bolivariano com muito poder não sabe Economia?”