Uncategorized

Pedagogos ou PedaBOBOS?

Tem gente que diz entender de educação. Esta gente educa os professores de seu filho, filha, ou ambos. O que eles pensam? Não sei. Só sei que escolhem lugares estranhos para um congresso (um país que vive sob uma ditadura não me parece um bom exemplo, aham, “didático-pedagógico”) e também que são vagos o suficiente em suas declarações.

Se acham que educação é feita com bravatas (um bom exercício pros colegas socio-filósofos das academias: ler as cartilhas de certos movimentos sociais que nem existem, na prática, na legalidade), então é hora de você tomar alguma atitude. Bom, o filho é seu, não meu.

Claudio
p.s. cartilha boa mesmo é aquela que você pode ter em mãos, para ler, calmamente, após o desjejum. As que você vê na internet são todas compradas falsas, compradas pela indústria da pasta e celulose, como dizem alguns.

Continue lendo “Pedagogos ou PedaBOBOS?”

Uncategorized

Blogosfera

Vamos lá então: primeiro, os fãs da política externa do governo LLUULLAA certamente dirão que Abdenur é um representante da direita neoliberal, aquela que Krugman é incapaz de definir, com honestidade.

Davi, por sua vez, está preocupado com o seu emprego. Ele pede comentários. Bom, eu acho que existe algo nestes processos de seleção pela internet: é desculpa de sobrevida para muitos (ir)responsáveis pelos departamentos de Recursos Humanos de suas empresas. Outra explicação, menos (digamos) “nervosa”, é que você tem que analisar a função de produção de sua empresa: o que importa não é o quanto vale o fator de produção para você, mas para a empresa. E aí, o custo é um elemento que pesa na decisão de contratação.

Ah sim, para quem acha que “racionalidade limitada” é desculpa para infinitas intervenções do governo em sua vida, eis aqui um alerta. Não é bobagem, principalmente se você vê como a mega-burocracia (pouco estudada por nossos “cientistas” “sociais”), a ONU, trata de problemas sérios como o meio ambiente (ou se você vê o que o governador não-liberal de São Paulo fez com as universidades estaduais).

Ah sim, para não dizer que não falei das flores, vale a pena pensar no argumento de Bardhan, que o Selva expõe aqui.

Claudio
p.s. antes que me esqueça, parabéns aos ganhadores do IV Prêmio Donald Stewart.

Continue lendo “Blogosfera”