Uncategorized

E a conclusão é…

Overall, and as a matter of common sense,one should be aware that simply putting more money into a promising activity, i.e. tertiary education, does not necessarily improve output quality proportionally, and this hypothesis is not denied by our results. Indeed, we were able to separate universities that might qualify, as “performing well” from those were some improvement might be possible in terms of efficiency. As a relevant policy implication this could imply a better allocation, by the universities, of the scarce public financial resources available to public tertiary education.

O estudo foi feito para Portugal usando apenas uma metodologia dentre as várias possíveis para este caso. Eu me pergunto também sobre como seriam os resultados se os autores comparassem diferentes departamentos de uma mesma área, e.g., departamentos de economia de várias faculdades. Como a metodologia sempre gera rankings, o nó górdio é simplesmente justificar muito bem sua amostragem.

Aí é que entra o problema dos que acham que basta colocar três equações no trabalho para torná-lo “importante” (alunos de Economia adoram fazer isto): acham que tudo se resolve (e encanta) com uma tabelinha e uns p-valores. Nada mais distante da relevância científica…

Claudio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s