Uncategorized

Generosidade de Paulo Roberto Almeida (não sou tão bom assim, mas, ah, raios, joga fora a falsa modéstia, Cláudio!)

O mais prolífico diplomata (espero não ter trocado prolífico por profílico ou algo similar…) que conheço é generoso comigo. Senão vejamos (note como Paulo falou um bocado antes de, então, premiar-me com três pontos ao invés de um…):

Antes, contudo, uma confissão e a promessa de pagamento de direitos autorais: tirei a idéia e a inspiração desta auto-entrevista do meu amigo Claudio Shikida, um economista promissor das Gerais, dedicado, como eu, às lides didáticas e acadêmicas (eu, a muitas outras mais, nas horas vagas e menos vagas), terrivelmente angustiado, como eu, com os des(a)tinos econômicos do Brasil, ele, contudo, bem mais jovem do que eu e com mais tempo, portanto, para corrigir as coisas erradas de que sempre nos arrependemos mais tarde, coisas que nos fizeram perder tempo, desviar o foco de atenção do trabalho principal (que alguém precisa me dizer qual seria), enfim, coisas que nos dão remorso depois, por termos calculado mal o custo-oportunidade do nosso raro (e caro) capital intelectual, deixando-o suportar as traças da preguiça e as trapaças da sorte. O importante, contudo, é ter paixão com aquilo e naquilo de que nos ocupamos, deixando-nos envolver (e absorver) pelos encargos do momento, mesmo os menos importantes…

Não precisava, Paulo, não precisava. Estou num dia muito ruim hoje. Este achado até que me animou um bocado (já é a segunda vez que você faz isto, heim?)…

Ah, o link original (não o encontrei em seu texto) é este.

Agora, veja como PRA é muito mais sério do que CDS…

PRA:

O que o faz pensar que sua vida foi útil, para si mesmo, para a familia e os demais?

Pelo meu critério, pretendo (mas ainda não consegui) deixar o mundo melhor do que o que encontrei, ou o que me foi dado. Existe falso altruísmo nisso? Talvez, mas essa é a minha maneira de conseguir prestígio e reconhecimento, o que pode ser uma forma de egoismo, também. Em todo caso, como não enriqueci às custas de ninguém – nunca pretendi, aliás, ficar rico no sentido material do termo –, nem tentei conseguir posições de mando praticando a usual arte da hipocrisia (que é comum nos políticos), acredito que fui útil no sentido mais banal do termo: pratiquei mais o bem do que o mal, mais contribui para o enriquecimento moral da humanidade do que agreguei aos elementos de egoísmo ou de individualismo excessivos que caracterizam as sociedades, em todas as épocas.
Minha família talvez tenha outro julgamento quanto ao meu desempenho como pai, companheiro, orientador, mas espero não ter decepcionado a maior parte das pessoas que me cercam. Não vou encomendar pesquisas para recolher a opinião dos demais, mas uma consulta informal quanto à minha imagem talvez não fosse de todo descabida.

Eu:

OC – Sentido da vida?! Você já o descobriu??? Conta prá gente!!

CDS – O sentido da vida consiste na existência alheia.

OC – Que bonito!

CDS – É!! Quem eu iria sacanear se não existissem os outros? Eu poderia fazer piadas sobre mim mesmo, mas não teria graça. Sou esquizofrênico, tenho múltiplas personalidades, mas todas já se conhecem. No início as piadas tinham alguma graça mas, depois, todas as personalidades já se conheciam (acho que foi por volta dos 2 meses de vida, se não me falha a memória)… então não dava para sacanear mais uma às custas das outras e vice-versa. Foi então que descobri o sentido da vida e o porquê de a humanidade ter de existir: para que eu possa sacanaeá-la falando mal, ironizando, satirizando. Este é o sentido da vida.

Paulo Roberto é generoso. Eu, como sempre, nunca me dei bem com o campo literário. Mas eu tentei, com certeza. E continuarei a tentar…para o desespero de muitos.

Claudio

Um comentário em “Generosidade de Paulo Roberto Almeida (não sou tão bom assim, mas, ah, raios, joga fora a falsa modéstia, Cláudio!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s