Uncategorized

A nova matriz econômica do governo

Fullscreen capture 542014 40221 PM

Há quem queira calcular o determinante desta nova matriz, mas o Mansueto explicou, detalhada e didaticamente, quais são as características desta genial matriz gestada em doze anos (na verdade, gestada há muito mais tempo….) e parida nos últimos quatro, com a nova presidenta.

Uncategorized

Análise crítica de certa imprensa no conturbado caso Palocci.

Ângelo (da CIA) tem uns bons comentários sobre a imprensa neste caso estranhíssimo (toda vez que membros do governo vazam para a imprensa que estão blindando alguém em casos que envolvem o imposto de renda, é difícil pensar que tudo está em sua absoluta normalidade) do ex-ministro Palocci.

Enquanto isto, claro, a suposta oposição baba e balbucia sons incompreensíveis, quando não fala besteira. Ou seja, vivemos em um país mexicanizado-cubanizado, muito similar ao que se observa na Venezuela que, aliás, segundo o maior admirador contemporâneo de Geisel e Chavez, o ex-presidente e sempre verborrágico, da Silva, é algo desejável porque isto é, para ele, sinônimo de democracia.

Se eu tivesse dupla cidadania (envolvendo ao menos um país civilizado), eu também falaria coisas como esta…

Uncategorized

Ser ou não ser…

Candidatos realmente são engraçados. Por exemplo, em um momento bem exaltado (ah, minha cervejinha…), o sr. da Silva, patrono de sua candidata, defende que mais impostos são a melhor coisa que existe (para ele e seus amigos, claro). Por sua vez, a dita cuja diz que diminuirá os juros e fará uma reforma tributária com gosto de menos impostos. Ou acabará com as políticas monetária e fiscal que melhoraram a vida da população (aproveitando-se do fato de a maior parte dos eleitores jovens não ter vivido sob os planos heterodoxos dos anos 80), ou fixará a taxa de câmbio, na contramão do que precisamos.

Ela negará, mas como conseguirá se desvincular de seus aliados de sangue que o Itamaraty trata desmesuradamente bem?

A resposta é simples: não há motivo para acreditar em promessas da dita cuja na área econômica. Além do falso diploma de doutora (revelado na imprensa, exceto naquele subgrupo da mesma que chamam de “Carta-aos-Amigos-da-Capital-cabeças-de-Word”), a desconfiança só aumenta quando se vê que nem a infeliz candidata, nem seus concorrentes conseguem se posicionar claramente sobre itens básicos da economia. Temeroso mesmo é quando você ouve dizer dos possíveis nomes para os ministérios da Fazenda e Planejamento deste povo.

Uncategorized

Que canalha…

“O Brasil é um dos grandes detentores de jazida de urânio. Urânio é uma coisa nobre, é tão nobre que faz até bomba atômica.”
Lula, discursando na inauguração de uma escola no Ceará.

“O Brasil é um dos grandes detentores de jazida de urânio. Urânio é uma coisa nobre, é tão nobre que faz até bomba atômica.”  – Lula, discursando na inauguração de uma escola no Ceará.

Se ele elogiasse a energia atômica por ser uma energia protetora do meio ambiente e economicamente interessante, vá lá. Mas o amor do discurso “pé-no-chão-de-fábrica-no-improviso-e-no-batuque” é tanto, que o egocêntrico senhor aí realmente ofendeu os que comemoraram 100 anos de imigração no ano passado.

Lamentável.

Uncategorized

Evidência n.3452.23 de que o presidente da Silva não entendeu as lições básicas da economia

O mais engraçado é que o discurso de muito economista chapa-branca (correlação elevada entre pterodoxia heterodoxa e esquerdismo político) sempre foi o de que “a teoria econômica neoclássica (“mein-in-strim”, burguesa, não-marxista, etc) não considerava as economias de escopo. Bem, o ídolo desta galera também não entende.

Como já disse aqui várias vezes sobre Bush ou da Silva ou qualquer outro presidente: não tem problema se o sujeito come grama achando que é strogonoff desde que ele tenha bons assessores e os ouça atentamente (e siga o que eles lhe aconselham).

Pensando bem, se o sujeito come grama, como é que ele poderia prestar atenção e entender o que se lhe aconselha? Humm…