Momento R do Dia – Ucrânia, Rússia, taxa de câmbio, Quantmod e Strucchange (faltou falar de se** para dar ibope)

Como vão as coisas entre a Ucrânia e a Rússia? Nada bem. Então, resolvi importar a série da taxa de câmbio enter as duas moedas para fazer um gráfico. Tive que importar de algum lugar, né? A escolha foi, por praticidade, usar o Oanda. Para isso, claro, vamos de Quantmod. Eis o código:

library("quantmod")
getFX("UAH/RUB")
plot(UAHRUB)

Cujo resultado é:

ucrania2

Eu pensei até em fazer um teste de quebra estrutural, mas me pareceu um pouco demais para esta noite pós-quarta-feira (meu dia mais cansativo). O que eu descobri, inicialmente, é que parecem haver três quebras na série, nas datas: (i) 16/03/2013, (ii) 01/06/2013 e (iii) 28/03/2014.

A última quebra bate mais ou menos com o período (considerando um intervalo de confiança tradicional, de 5%) em que o primeiro-ministro exilado pediu ao Putin para iniciar suas provocações atuais. As outras datas, imagino, devem ter algum evento associado, mas não tive paciência de procurar. Não hoje. Fica para o leitor (o espaço de comentários está aberto).

Ah sim, nesta segunda parte do exercício eu usei a Strucchange.

Anúncios

Nem é tanto assim, né?

Esta minhoca que é a Ucrânia não sobrevive um dia sem a OTAN. Eu sei que você acha que devemos entregar os sudetos para Hitler porque há os alemães étnicos, mas, ops, bem, você entendeu.

A propósito, alguém aí tem uma série da taxa de câmbio da moeda ucraniana com relação ao dólar? Bateu uma curiosidade por aqui.

UPDATE: foi só a curiosidade bater…

ucrania

Por que o bloqueio norte-americano a Cuba é inútil?

Exceto pelos eleitores de Miami, sim, o bloqueio não tem impacto sobre a ditadura cubana. Isto ocorre porque o governo cubano sempre consegue outros parceiros comerciais. As últimas notícias, por exemplo, mostram que o governo russo pretende continuar suas transações com o ditador cubano e sua oligarquia. As perspectivas não envolvem esmolas, como na era soviética, e sim recursos reais.

Pacifistas brasileiros ainda caladinhos…

…e embaixo da cama. O ponto do meu xará é perfeito: muito neguinho supostamente pacifista só o é quando o governo é democrático. Quando o negócio é truculência bolivariana, as calças molham. Pelo menos não molham com sangue…ainda.