Uncategorized

Choques de produtividade? Sacolas de papel e de plástico

Leyla Acaroglu mostra que os políticos brasileiros podem ser muito apressados quando forçam pessoas a usarem sacolas de papel (ou proíbem, como um crime, a venda de sacolas de plástico). Outra palestra dela aqui.

Acho fascinante como ela ilustra o uso da criatividade humana – esta que nenhum governo consegue mimetizar…até hoje – para melhorar nossa vida. Esta nossa “criatividade” é o que o falecido Julian Simon chamou de the ultimate resource.

Depois de assistir as palestras, você se pergunta: não teria sido mais fácil ampliar as opções dos consumidores ao invés de criar uma intervenção intrusiva e, pelo que vejo agora, com evidências, inútil para pessoas que compram em supermercados? Isto sem falar dos que perderam empregos por conta de uma política que não foi feita prestando a menor atenção a algum critério científico (caso alguém queira me dizer que estou errado, mostre aqui os documentos oficiais com as análises de custo-benefício).

É, sacolas de plástico, de papel, estas bizarrices reutilizáveis que podem transmitir mais doenças…tudo é uma questão de decisão individual. Incentivos econômicos podem levar uma empreendedora a criar alguma solução mais interessante. Ela se vende como tal. Será? Decida por você mesmo porque isto você pode fazer. Já usar sacolas de plástico…bem, você sabe…