Uncategorized

KGB e o econometrista

Oskar Lange, um dos primeiros econometristas e grande nome na história da teoria do equilíbrio geral teria sido um agente da KGB? Documentos recentes indicam que isto pode ter sido verdade. Alguns indícios aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui. Talvez os historiadores do pensamento econômico possam, neste caso, fazer também um trabalho de investigação mais profundo. A pergunta é: Lange era apenas um admirador de Stalin ou foi também um espião engajado?

Há gente da área de Exatas (estatísticos e matemáticos) muito bem capacitada mas que, ao mesmo tempo, admira todo ditador que aparece por aí. Não seria muito estranho que Lange se deixasse encantar, portanto, pela sereia de Stálin. Mas seria assustador que se engajasse em atividades de espionagem, não?