Uncategorized

Colunistas cabeças-de-Word em maus lençóis (sempre)

Tantos lençóis ruins que um jogo de cama seria pouco para esta galera. Por exemplo, eles adoram rótulos. Algo como “Bush = republicano = malvado = conservador”, logo, “McCain = republicano…”.

Mas, ao contrário da vã análise jornalística, existem blogs como o The Voloch Conspiracy. Vez por outro, algum jornalista mais esclarecido tenta pensar com mais fontes e acaba por citar o dito blog (nunca vi, mas concedo o benefício da dúvida). Neste caso, por exemplo, um colunista cabeça-de-Word nadaria na lama. Imagine dizer que o republicano pode ser pró-gay? Os movimentos “gays” de esquerda (99% dos movimentos gays brasileiros?) sequer conseguem visualizar isto. Dirão alguns que é conspiração “estadunidense” comandada pelo “The New York Times” para dominar o mundo.

Mas o fato é que não é. Interessante e vale a pena ler. Ao contrário do que pensa (pensa?) o militonto brasileiro dos “direitos iguais para X ou Y”, o mundo é bem mais interessante do que sua visão, como direi, bipolar, do mundo.

Leia lá que vale a reflexão.

p.s. uma vez eu analisei um aspecto de economia política do “movimento gay” e alguns malucos – que não entenderam nada do texto – escreveram aqueles comentários mal educados me acusando de ser homofóbico. Eu sou burrofóbico, isto sim. Se a correlação entre comentaristas pró-gay mal-educados e burrice é alta, ressalto, há uma elevada correlação entre comentaristas anti-gay mal-educados e burrice. Quem já ouviu falar do Teorema de Bayes que tire suas conclusões.