Uncategorized

Como resolver o problema dos atrasos nos aeroportos…nos EUA

Este artigo é interessante, para mim, por dois motivos: (i) um economista da área escreveu um artigo legível para o público leigo no qual apresenta uma proposta para minimizar o problema dos atrasos nos aeroportos e (ii) no Brasil, nenhum economista publicou algo similar (e não existe uma equivalente nacional da Regulation para que economistas interessados possam publicar suas sugestões).

Eu sei que muita gente leu minha sugestão, mas a mesma é muito primária. Jornais são incrivelmente chatos em limitações de espaço (há um BH que exige exatos 2.900 caracteres, note bem…) e não existe uma Regulation para que possamos desenvolver idéias de forma mais profunda, tanto em termos de teoria quanto de detalhamento em sua possível implementação.

Em resumo: não há, ainda, qualquer incentivo decente para um economista liberal pensar soluções para problemas brasileiros o que é, inclusive, uma hipótese testável. Vá a qualquer página WEB de think tanks liberais e procure por textos de maior fôlego, com imediata aplicação empírica. Você não o achará. Bons tempos em que o IL-RJ tinha uma proposta para a Previdência Social (anos 80)

Uncategorized

A INFRAERO também (se)aloprou?

Diogo Costa em crítica simples, mas poderosa, à inadequada (em termos de lógica) reação da INFRAERO a uma avaliação internacional que deixou nossa administração (não-liberal, né?) dos aeroportos bem mal.

É, Diogo, difícil não é ser brasileiro, mas deixar de sê-lo vivendo nesta selva. (Paráfrase de algo que o Pedro Sette escreveu uma vez).