Desenvolvimento econômico · Economia do Crime · Gary Becker

Combate ao crime no Brasil: novos parâmetros?

360px-garybecker-may24-2008Políticas públicas devem ser baseadas em evidências. Quando se fala em deixar psicopatas nas ruas ou não, imagino, este embasamento científico deve ser mais sério. Ou não?

O novo Plano Nacional de Política Criminal e Penitenciária parece trilhar por um caminho mais difícil, sem tantos holofotes e aplausos de midiáticos, mas mais comprometido com as evidências empíricas.

Trechos:

Por outro lado, há diretrizes calcadas em elementos que não encontram respaldo na íntegra do Plano ou em outras não reveladas bases de dados. Políticas que merecem estudo sério e empírico, como a justiça restaurativa e a mediação penal, não podem servir de desculpa para justificar simplificações ou “combate à cultura do encarceramento” (…)

A abordagem do tema passa, de modo inevitável, pela consideração do sempre atual
modelo proposto em 1968 por Gary S. Becker, para quem, entre outros fatores que podem determinar a quantidade de atos criminosos praticados por um indivíduo, ganham relevo a probabilidade de sua detenção e a severidade da punição, caso detido. O objetivo da sociedade, para diminuir os custos financeiros da criminalidade, passa a ser a otimização dos recursos finitos, o que se alcança por meio da dissuasão (aumento da probabilidade de detenção e a severidade da punição).

(…)

Ademais, não só a população de baixa renda merece realce, mas a igualdade de direitos,
envolvendo questões correlatas à orientação sexual, portadores de necessidades especiais, cor, raça e etnia, sendo estas questões transversais em quaisquer diretrizes que visem o aperfeiçoamento da gestão criminal e penitenciária no Brasil. A garantia à dignidade humana não permite exceções.

Promissor, não? O documento completo está aqui.

economia · Gary Becker

Aposto que Paul Krugman, em breve, fará outro artigo ruim criticando Becker

Congratulations to my friend and colleague Gary Becker who will receive the 2007 Presidential Medal of Freedom, the nation’s highest civilian award. He’ll have to find a place in his trophy cabinet, which already has a Nobel Prize, a National Medal of Science, the John Bates Clark Medal, and sixteen honorary doctorates.

No economist of Becker’s generation has had such a profound influence both inside and outside the profession. It is worth noting that when he first began doing some of his seminal research many years ago, on subjects like marriage and racism, he was looked down upon in the profession for straying too far outside the lines of what was considered normal, worthwhile research.

O trecho acima está aqui.