big data · Econometria aplicada

Skynet opressora e patriarcal?

skynet_28helena_bonham_carter29
Perdeu, playboy!

Veja só este:

Algorithmic Bias? An Empirical Study of Apparent Gender-Based Discrimination in the Display of STEM Career Ads
Anja Lambrecht , Catherine Tucker

Abstract
We explore data from a field test of how an algorithm delivered ads promoting job opportunities in the science, technology, engineering and math fields. This ad was explicitly intended to be gender neutral in its delivery. Empirically, however, fewer women saw the ad than men. This happened because younger women are a prized demographic and are more expensive to show ads to. An algorithm that simply optimizes cost-effectiveness in ad delivery will deliver ads that were intended to be gender neutral in an apparently discriminatory way, because of crowding out. We show that this empirical regularity extends to other major digital platforms.

Imagino que vá gerar alguma polêmica, mas mostra como o alto valor de certos grupos (demográficos, etc) pode gerar resultados aparentemente contraintuitivos em termos de marketing.

 

Econometria · Econometria aplicada · prática da econometria

Uma perspectiva sobre Econometria

A animação lembra muito os traços do divertido Archer. A econometria de Angrist é muito popular por estes dias. Nunca é demais lembrar que os contrafactuais entraram na Ciência Econômica pelos trabalhos de Robert Fogel, em História Econômica. Também não é demais lembrar que há um debate interessante sobre a econometria com participantes pesos pesados.

Econometria · Econometria aplicada · economia do futebol · prática da econometria · Uncategorized

Demanda por ingressos de futebol (exemplo para aula de Econometria)

Este é um post sem maiores pretensões. É apenas um exemplo de variáveis instrumentais em Econometria para ser usado em sala de aula. O objetivo é discutir o uso de uma variável instrumental com base em uma amostra de países que fez parte de uma matéria jornalística sobre o preço dos ingressos de futebol no Brasil, lá em 2013.

A matéria apresenta uma tabela interessante que nos dá a possibilidade de pensar em uma estimativa de curva de demanda por ingressos de futebol. Há diversos problemas importantes. Primeiro, o preço médio do ingresso parece (embora não esteja claro) ser mensal. Segundo, a amostra não parece ser nada aleatória, mas motivada por algum critério que desconhecemos. Terceiro, não sei se os valores em reais foram ajustados para as inflações do Brasil e dos respectivos países cujos dados formam a tabela.

Mesmo assim, vou tentar ilustrar o problema econométrico aqui. Trata-se do fato de que temos apenas a quantidade vendida (portanto comprada) de ingressos (a cada mês), logo, temos o ponto de equilíbrio das curvas de oferta e de demanda. Como obter uma curva de demanda a partir disto? Precisamos de um instrumento que desloque apenas a curva de oferta, o que nos ajudaria a identificar a curva de demanda.

24jxprec_web

Assim, procurei algo que geralmente impacta apenas a oferta. Escolhi a precipitação média anual de chuvas. A idéia é que as preferências dos consumidores não seriam afetadas pelo mau tempo, mas a oferta de ingressos sim (estou supondo que os clubes baixarão os preços de venda para atraírem mais consumidores em dias chuvosos).

Pode não ser o melhor instrumento do mundo (e este é um bom debate para outro dia), mas como a idéia é só ilustrar o método em sala de aula (terei que gastar um pouco mais de tempo em sala, claro), aí vai o resultado utilizando o bom e velho Gretl.

demandafutebol

Observamos uma elasticidade-preço unitária, o mesmo valendo para a elasticidade-renda. O resultado é bastante limitado (além do que eu disse lá em cima, há o fato de termos apenas 16 observações…), mas poderemos ver em sala de aula que o teste de sobre-identificação (o teste de Sargan) nos diz que o instrumento utilizado está ok.

Eu sei que não é o melhor exemplo de economia do futebol que alguém poderia fazer, mas como exemplo para uma aula de variáveis instrumentais (cuja utilidade estou longe de ter explicado aqui, eu sei), até que ficou um exemplo simpático.

Econometria aplicada · microeconomia · Uncategorized

Demanda por selos raros

A Ciência Econômica é tão cheia de opções para pesquisas interessantes que nunca consigo deixar este blog morrer, a despeito da baixa audiência (uns quatro interlocutores, creio). Veja, por exemplo, este texto, mostrando que há demandas a serem estimadas por aí. Demandas que nem sempre nos ocorrem…

Como um colecionador – que parou há algum tempo – de selos, nada poderia me deixar mais curioso. Aliás, há algo sim. Eu gostaria de ver se existe uma estimação de demanda similar para revistas da Marvel antigas (Ebal, RGE, Abril). Eis um tema que me deixa sempre curioso.