brasil · CPMF · economia política · rent-seeking

Natal sem CPMF: sua saúde não mudou e nem mudará por conta dela

A CPMF, obviamente, nunca fez diferença para a saúde. Por que acreditar em Papai Noel ou que seria diferente agora?

Anúncios
CPMF · Economia Brasileira · imposto único

Novo ponto no debate: o imposto único

Ok, não é uma proposta nova, mas o Marcos Cintra foi feliz no momento de recolocar a proposta. Eu gostaria mesmo era de ver um único economista que fizesse o estudo de viabilidade deste imposto (um exercício de contrafactual). Embora atrativo do ponto de vista teórico, o mais prudente é pensar no custo-benefício desta proposta relativamente ao nosso monstrengo tributário atual.

Alguém conhece estudos deste tipo para o Brasil? Para outros países?

brasil · CPMF · socialismo real

Fazendo o mesmo que eles

Reproduzo na íntegra este excelente texto da Nariz Gelado.

Da coluna Painel, da Folha de S. Paulo de hoje:

Lenha. Com a conclusão ontem de sua eleição interna, que deve reconduzir Ricardo Berzoini à presidência, o PT prepara um contra-ataque à oposição. A Executiva Nacional do partido se reúne na quarta-feira e deve divulgar documento em que acusa PSDB e DEM de derrubarem o imposto do cheque guiados apenas por fins eleitorais.”

Hora da oposição saltar na frente e chamar este súbito amor dos petistas à CPMF pelo nome: luto eleitoral.

Conforme eu já expliquei, a oposição precisa avisar ao povo que o Lula só queria o dinheiro da CPMF para eleger prefeitos petistas no ano que vem. E, conforme eu ilustrei hoje cedo, a tarefa é fácil. Basta fazer um discurso tão rasteiro quanto o de Patrus Ananias – ou quanto este que virá da nota que a Executiva Nacional Petralha está preparando.

Se ficar falando bonito e difícil, a oposição não vai se fazer entender para quem desequilibra o resultado das urnas.

Portanto, vamos lá, senhores… Todo mundo ensaiando diante do espelho: “Lula queria a CPMF para eleger prefeitos petistas no ano que vem. Lula queria tirar dinheiro do povo para eleger petistas. Nós não deixamos Lula tirar o dinheiro do povo para eleger petistas.“*

*Notem que a repetição é um elemento importante para o processo cognitivo do público que vota em Lula. Isto explica porque, enquanto nós já estávamos enjoados da sua ladainha lá por 1990, a popularidade dele seguiu crescendo. Não discutam comigo; repitam, sempre que estiverem diante de um microfone. É teletubbie na veia.

CPMF

Excelente pergunta

Peguei do Ordem Livre:

Ainda a retórica do governo sobre a CPMF

É absolutamente fantástico ver como o governo insiste em dizer que possíveis problemas de orçamento para o Ministério da Saúde serão culpa dos sonegadores malvados que não queriam a CPMF.

Não custa perguntar: se, para o governo, a famosa saúde dos brasileiros era tão importante assim, por que fizeram com que ela dependesse de um imposto (uma “contribuição”, tecnicamente falando, mas não creio que nenhum vocabulário técnico tenha privilégios sobre a linguagem comum, exceto em seu ambiente próprio) cuja aprovação era incerta? Até para manter a imagem paternalista que nossos políticos fazem do governo, nenhum bom pai de família decide apostar o dinheiro do plano de saúde numa partida de pôquer. Ele aposta o excedente. Ou diz: “se tivermos dinheiro, ano que vem vamos comprar um carro novo”, em vez de dizer “vou usar o dinheiro para comprar um carro novo em vez de pagar o plano de saúde”.

Mas para ver as verdadeiras intenções do governo nem é preciso dar atenção à sua retórica. Basta lembrar que a transferência dos recursos da CPMF para a Saúde surgiu depois, durante as negociações. Isto é: nunca passou de um truque retórico.

 

 Aliás, você já visitou o Ordem Livre? Digo, o site, não o blog.

CPMF

A economia política no pós-CPMF

Reinaldo Azevedo, em bom momento, fala sobre as tramóias políticas no pós-CPMF. Veja também a crítica, digamos, moral, de Pedro Sette acerca da safadeza da novilíngua que, aliás, anda bem em voga nos dias de hoje. No meu tempo de faculdade, denunciar a novilíngua era algo que vinha dos professores “de esquerda”. Hoje, a esquerda comanda a criação da novilíngua. Nem Goebbels fez tanto pelo emburrecimento humano. Uma pena.

brasil · CPMF · escolha pública

Ele pode estar certo

Se o tamanho do governo diminui, sim, eu também “…garanto aos senhores que no ano que vem a economia brasileira cresce numa taxa maior do que está crescendo.

Mas, espere um pouco. O tamanho do governo diminuirá com o fim da prorrogação da CPMF? Até agora não ouvi um único pio sobre corte de gastos. Nem sobre congelamento na arrecadação. Só ouvi mesmo choro de gente que não consegue pensar em cortes de gastos. Engraçado isto. Para alguns, há sempre “cláusulas pétreas”. Mas, na hora do vamos ver, vale até reforma constitucional. Interessante a lógica da antiga oposição…

brasil · CPMF

A CPMF não passou. E o mundo não acabou

Aposte, leitor: nas próximas semanas, o governo tentará outras formas de aumentar a arrecadação sem o menor corte de gastos. Há dois grandes aliados interessados nisto: os grupos de interesse (todos os que recebem subsídios) e o governo (composto de burocratas e políticos, ambos interessados em controlar a alocação de recursos na economia).

Por enquanto, o que vejo, são consumidores-eleitores bem desorganizados que sequer entendem o que se passa e mal cobram de seus políticos posições mais sérias. O discurso das ameaças já começou. Em breve dirão que benefícios para os pobres não existirão mais por culpa da oposição e outras bravatas de cheiro bem autoritário. O resultado, claro, dependerá do jogo de forças entre os bolivarianos, os autoritários de direita, os empresários rent-seekers, os genuinamente liberais, os consumidores e os oportunistas.

Não é difícil ver que o jogo é complicado, é?

CPMF · economia política · falhas de governo

O que é ser responsável?

Suponha a seguinte situação: você e um bandido estão em uma sala. O bandido tem uma arma. Ambos sabem que ele vai matá-lo de qualquer jeito. Você seria irresponsável se pedisse para ele acabar logo com sua vida ou se tentasse tirar a arma da mão do fascínora? Lembre-se: ele vai matá-lo de qualquer jeito.

Pensou? Agora pense nisto. Note que nem entro no mérito da elástica “ética” da antiga oposição que, hoje em dia, diz que todo seu berreiro era, digamos, um blefe de mau gosto. O ponto da crítica não é ideológico ou ranzinza quanto à cara-de-pau dos políticos. Mais ainda: o governo está a criar muito caso em torno da CPMF. Alguém duvida que seus aliados tentarão impor qualquer outra medida de aumento de receita (mas não de queda de gastos públicos, até porque gente do IPEA diz que temos poucos fiscais por quilômetro quadrado…) se o dito imposto não for aprovado?

brasil · CPMF · esquerda anaeróbica · lula

Matemática para políticos

Quanto o governo espera arrecadar com a CPMF de 0,38%? Algo em torno de R$ 40 bilhões, certo? Vamos fazer uma regra de três?

Se R$ 40 bilhões correspondem a 0,38%, que valor corresponderia a 100%?

Assim ensinou a nossa professorinha:
R$ 40.000.000.000,00…….. 0,38%
x ………………………………..100%

Multiplica-se em cruz e faz-se a divisão:
0,38x = R$ 40.000.000.000,00 X 100

x =.4.000.000.000.000,00
_________________________
……………………… 0,38

x = 10.526.315.789.473,68

E você chegará à conclusão, leitor amigo, que os R$ 40 bilhões correspondem à aplicação da alíquota de 0,38% sobre, atenção!: R$ 10.526.315.789.473,68. Se você tiver dificuldade de ler, eu ajudo: dez trilhões, quinhentos e vinte e seis bilhões, trezentos e quinze milhões, setecentos e oitenta e nove mil, quatrocentos e setenta e três reais e sessenta e oito centavos.

Sabe quanto é x? Mais ou menos cinco PIB’s do Brasil. É muita grana. Muita mesmo. Não admira que Guido Mantega fique tão ouriçado quando pensa em perder esta dinheirama. Ia ser um corte de gastos terrível.