aborto · crime · Freakonomics

Aborto e Crime (na íntegra, by Moral Hazard)

Aborto e crime

Lambram da entrevista do Samuel Pessoa sobre crime e aborto? Pois bem, acredito que este seja o artigo que gerou tais conclusões. Ele foi apresentado na ANPEC, porém, pelo que li (leitura rápida), não vi elos tão fortes entre aborto e crime. Me pareceu mais estratégia de marketing do Samuel.

Anúncios
aborto · ambientalismo · fanatismo

Ambientalista sério faz aborto…como é?

Este segue integral:

A Brit woman with a “no kids” policy aborted her baby to reduce her carbon footprint.

“Having children is selfish. It’s all about maintaining your genetic line at the expense of the planet,” Vernelli told the Mail, adding she believes bringing new life into the world only adds to the problem.

And I thought that drinking Fiji water and thus leaving “huge carbon footprints” was the insane act!

Note: Sorry, I can’t help but make fun of the poor guy – and the most hysterical post ever – who believes that we consumers buy great products from abroad only because we want to “fulfill subjective preferences about our impact on the world and other people.”

Posted by Karen De Coster

Ambientalistas podem ser tão fanáticos quanto qualquer outro…

aborto · Economia do Crime · Freakonomics

Consistência tende a zero…por que?

Disse o Daniel Piza:

A declaração do governador Nascimento, digo, Sérgio Cabral, de que favelas são fábricas de marginais e de que o aborto é necessário para conter a criminalidade, seria divertida se não fosse desastrosa. A maioria das pessoas que vive em favelas não é criminosa. E a fonte dessa idéia sobre o aborto é o best-seller Freakonomics, cuja consistência tende a zero.

Ok, eu gosto da crítica à hipótese do Levitt. Acho que o argumento dele é interessante, mas tenho dúvidas sobre a generalidade de sua hipótese. Outro dia disse aqui que o Samuel Pessôa faria uma ótima ação ao debate se divulgasse o seu artigo – ele já ficou bem famoso ao defender a hipótese do aborto no “Estadão” baseado neste estudo. O Laurini, por sua vez, foi específico na crítica, focando no método econométrico.

O Daniel Piza tem sempre boas observações sobre a realidade brasileira (nesta mesma edição de sua coluna há uma interessante análise sobre a história brasileira), mas ficou a dever nesta crítica gratuita. Por que é que a consistência da tese do Levitt tende a zero? Piza ficou nos devendo um arrazoado de bons motivos.

Comentários?

aborto · Econometria · Freakonomics

Aborto funciona?

Laurini tem dúvidas. Mais ainda, eu e ele queremos ler o tal artigo do Samuel Pessôa e do Gabriel Hartung. A dúvida do Laurini é pertinente. Veja o trecho abaixo:

Eu particularmente não sou um grande fã do artigo do Levitt e Donahue (2001), já que acho que a metodologia econométrica não é adequada para testar a hipótese em questão, já que é basicamente uma análise de correlação. O que seria adequado seriam os modelos de tratamento dinâmico ( evoluções dos modelos de dinamic choice como Carneiro, Hansen e Heckmann (2003)), mas creio que os dados existentes não permitam este tipo de análise.

Pô, Samuel, divulga o artigo!

aborto · falhas de governo · Freakonomics

O uso político da economia

Eis aí um político que deseja faturar sobre o Freakonomics. Primeira pergunta: onde estão as evidências empíricas para o Brasil, senhor político? Segunda pergunta: mensuração dos ganhos de bem-estar feita de forma séria, não pelo consultor chinfrim que vende regra de três como econometria na esquina, onde está?

Primeiro responda corretamente estas perguntas. Depois a gente conversa.