economia do futebol · Law & Economics

A restrição orçamentária não-rígida (“soft budget constraint”) dos clubes de futebol profissional e os riscos do PL do clube-empresa

O “PL do clube-empresa” corre um risco sério: o de ser capturado por clubes que não ajustam suas contas e ser transformado em uma fonte de subsídios às custas dos pagadores de impostos, ou seja dando ao clube uma restrição orçamentária não-rígida (ou frouxa).

Transformar clubes em empresas? Boa ideia. Entretanto, o problema é como criar isso com os incentivos que estimulem o empreendedorismo, não o rent-seeking, como nos ensinou Baumol, em seus últimos escritos.

p.s. Aliás, aguardo o Victor me enviar seu artigo para ler sobre os problemas do Profut.

P_20170606_105831_vHDR_On_1_1

Anúncios
economia aplicada · Economia Brasileira

Políticas públicas baseadas em evidências e a econometria…café matinal com base no FGTS

Muito se fala – e nem sempre muito se entende – acerca de políticas públicas baseadas em evidências. Aliás, quando é para se decidir sobre a política proposta pelo entusiasta defensor da abordagem, a conversa subitamente muda para argumentos sobre limitações do método ou para o famoso não podemos pensar apenas com estes números frios ou, mais ainda, o campeão dos torneios verborrágicos: mas que evidências são estas? A quem servem?

Mesmo assim, o tema é de suma importância já que gente que tem um poder muito elevado de decidir se pode colocar a mão no seu bolso (para levar seu suado dinheiro para alguma política sem impacto algum) adora falar do tema durante o café. Como você percebe, debater o tema seriamente é importante.

Pense por exemplo no caso de uma política como a de se liberar saques do FGTS. Será que podemos ter um embasamento científico para a mesma? A resposta, para quem passou por (e entendeu o que estudou) uma faculdade de Economia é, claro, positiva. Aliás, eis um exemplo de nota técnica interessante sobre o tema.