história econômica · história econômica geral

Professor, não tenho base de dados….(wrong answer)

Talvez este pequeno artigo seja a e-nésima evidência de que falta de dados não é desculpa. Pode demorar, mas você encontra dados. Erros de medida estão inclusos no pacote, fazem parte do jogo.

livros

Anúncios
Economia do Setor Público

Breve observação sobre Mariana, Brumadinho, Arrow e a taxa de desconto

Este pequeno artigo de Shepsle, homenageando Arrow, tem alguma intuição interessante sobre o valor presente de obras como as barragens que, infelizmente, causaram grandes tragédias.

Em resumo, o resultado de Arrow-Lind é que a taxa de desconto intertemporal não precisaria considerar aspectos de aversão ao risco quando o projeto em questão envolve uma grande quantidade de indivíduos. Nas palavras do autor:

The intuition is that as n gets large the utility function of an individual, whatever her risk preferences, becomes approximately linear in the (shrinking) range of possible outcomes, thus rendering her approximately risk neutral. The implication for public projects is that the flow of net benefits needs to be discounted only for time and not for risk. The present value of a public project is just the sum of expected values discounted for time.

Mas, e aí vem a reflexão do próprio Shepsle: esta conclusão não seria válida para bens públicos. A intuição é que, para bens públicos, os benefícios não são divisíveis (lembra da sua aula de Economia do Setor Público?), como suposto no raciocínio que leva ao resultado de Arrow-Lind. Afinal, no rompimento de uma represa (ou barragem de detritos):

Everyone sinks or swims together.

Interessante, não?

 

Econometria · Econometria aplicada · prática da econometria

Uma perspectiva sobre Econometria

A animação lembra muito os traços do divertido Archer. A econometria de Angrist é muito popular por estes dias. Nunca é demais lembrar que os contrafactuais entraram na Ciência Econômica pelos trabalhos de Robert Fogel, em História Econômica. Também não é demais lembrar que há um debate interessante sobre a econometria com participantes pesos pesados.

previdência

Brincando com correlações sem nenhuma pretensão

velhinhos

Eixo vertical: dados da CIA Factbook (2017) para a taxa de dependência dos idosos (% of elderly population that are likely to be economically “dependent” on the support of others).

Eixo horizontal: o bom e velho “logaritmo da taxa de mortalidade dos colonizadores em 1500” dos estudos de História Econômica/Desenvolvimento Econômico.

Claro, correlação não implica causalidade, mas a gente pode se divertir um pouco no carnaval, não? Ficou meio embolado, mas o Brasil está ali logo acima da reta de ajuste e abaixo da Argentina (ARG), no meio de alguns países.