Economia dos esportes: “O Sistema de Operação do Serviço de Surfe no Rio de Janeiro”

Eis uma inesperada citação do nosso artigo pioneiro de Sports Economics. Surfe? Quem diria. ^_^

Anúncios

Livro ‘online’ de Teoria dos Preços

Eu tenho a versão física deste livro da McCloskey e sei que é um livro antigo, mas é muito bom. Junto com o do David Friedman, são os melhores se você quer entender economia, ainda que sem muito preparo matemático (mas não se engane).

Salve logo o livro!

O caminho brasileiro da servidão tem alternativa?

Eis minha apresentação no SIF promovido pelo Clube Farroupilha em Santa Maria. O tom é meio auto-biográfico? Não sei. Mas concordo que ficou um pouco.

Vários amigos importantes não foram citados nominalmente e espero não ter sido injusto com eles.

A mediação do Felippe Hermes foi muito boa. Pena que não tivemos muito tempo. Mas a minha mensagem está clara em duas citações que podem ser encontradas nos slides. Uma de Virginia Postrel e outra de Merquior.

Probabilidade de desemprego por faixa etária no Brasil

Olha o Texto para Discussão do Senado passando por você…

O resumo:

Em qual idade trabalhadores têm maior chance de ficar desempregado? Contrariamente ao senso comum, estatísticas da taxa de desocupação sugerem que são os mais jovens – não os mais velhos. Neste estudo, avançamos nesta questão estimando um modelo probit com correção de viés de seleção. Os resultados encontrados sugerem que a probabilidade de estar desempregado é decrescente com a idade até os 65 anos, para mulheres, e até em torno dos 50 anos, para homens. Este resultado tem implicações importantes para políticas de emprego – que devem combater a “epidemia” de desemprego entre jovens – e para discussões de reforma da Previdência, já que um dos principais argumentos contra uma idade mínima é a suposta prevalência de trabalhadores mais velhos entre os desempregados.

Interessante experiência de produção com dois autores ótimos que não conheço pessoalmente.