Uncategorized

Quais os incentivos para se investir em comunicação política nas redes sociais?

Nem estou dizendo que todo investimento é fake news. Provavelmente nem tudo. Há muita disseminação de opiniões de alta qualidade (como as de alguns economistas bons que conheço) e de má qualidade.

Mas o fato é que seu peso na formação de opiniões é alto. Textualmente:

Para 36%, as redes terão muita influência.

Nenhum dos outros influenciadores testados pelo Ibope obteve taxas maiores que essas. Nem a mídia tradicional, nem a família, ou os amigos – o trio que sempre aparecia primeiro em pesquisas semelhantes. Muito menos movimentos sociais, partidos, políticos e igrejas”.

É uma mudança notável, mas não é uma novidade tão grande quando a gente se lembra da movimentação dos profissionais especializados em marketing eleitoral. Provavelmente veremos mais investimento em robôs e em posts pagos em redes como o Facebook do que antes. O que estou dizendo? Já estamos nesta realidade há algum tempo. ^_^

 

Uncategorized

Efeito mando de campo importa?

Ok, em breve eu dou notícias sobre isso (o artigo já foi aceito, tenha calma). Mas vejamos o que dizem os profissionais da área. Mano Menezes, na entrevista após o jogo de ontem, fala rapidamente sobre isso ali em 8 minutos e 16 segundos. Para ele, o que importa é o torcedor, ou seja, a presença de torcida apoiando.

Embora nem sempre seja simples obter dados sobre torcida em estádios, também acredito na importância da torcida na efetivação do potencial de mando de campo (Mano fala em fator casa, o que é a mesma coisa).

Já falei brevemente sobre isso antes, embora de maneira bem informal. Uma hora destas eu volto para falar sobre o tema que está ali na interseção da ciência dos esportes e a economia dos esportes profissionais, algo que tem sido popularizado após o lançamento do livro Soccernomics em português (embora a edição já esteja defasada).

p.s. obviamente, o mando de campo é um dos fatores que influenciam na vitória de um time. Outros, importantes – e bem destacados na literatura – são o número de talentos de um time (note que este número é menor do que o número de jogadores).