Noturno(s) de BH

Minas Gerais de assombros e anedotas…
Os mineiros pintam diariamente o céu de azul
Com os pinceis das macaúbas folhudas.
Olha a cascata lá!
Subita bombarda.
Talvez fôlha de arbusto,
Ninho de tenenem que cai pesado,
Talvez o trem, talvez ninguem… [Noturno de Belo Horizonte, Mário de Andrade, trecho]

20160727_212159 20160727_222822

Não podemos deixar de seguir com a tradição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s