Uncategorized

Empresários irracionais ou crise econômica?

20160402_092239A foto ao lado nos mostra que uma loja de Pelotas entrou em uma campanha de liquidação feroz. Afinal, a Páscoa se foi e os ovos restantes estão sendo liquidados em uma relação incrível: a cada ovo comprado, leva-se um grátis (clique na figura para ampliar, caso não tenha conseguido enxergar o cartaz da promoção).

Geralmente, quem não é economista costuma apontar o dedo em tom acusatório para esta imagem exclamando: “- Vejam só! Os economistas, com suas teorias malucas e com seu conceito de racionalidade…estivessem certos, não sobrariam ovos! Claramente os empresários erram muito”.

Há erros e erros, claro. Empresários podem cometer erros sistemáticos? Só acredito nisto se eles estiverem sob anestesia, ou seja, sob proteção do Estado (o que é outra forma de dizer que o Estado “ataca” (ou “desprotege”) todos os outros cidadãos). Empresários não cometem erros sistemáticos porque sua sobrevivência é função da minimização de seus erros.

Por outro lado, há erros não-sistemáticos, mais frequentes. Acho razoável interpretar a foto acima como o resultado de um erro de cálculo quanto à demanda na Páscoa. O empresário achou que a crise não seria tão forte e superestimou a demanda de ovos. Note que, ao fazer a liquidação, temos, novamente (e ironicamente), uma prova de que empresários não são loucos e nem cometem erros sistemáticos. Buscar recuperar parte do prejuízo é uma forma de se traduzir a expressão “minimizar custos” que, por sua vez, é exatamente a mesma coisa que “maximizar lucros”.

Ah sim, não comprei ovo de Páscoa. Preciso emagrecer.

p.s. Sempre que você se deparar com uma promoção destas lembre-se: pode ser que seja um sinal de que a crise – que dizem ser política, moral, etc – pode ser econômica também. Senão o empresário teria um cartaz pedindo mais moral e decência e não um cartaz de liquidação…

Anúncios