Uncategorized

Como a ciência evolui?

Understanding the Changing Structure of Scientific Inquiry

Agrawal, Ajay, Avi Goldfarb, and Florenta Teodoridis. 2016. “Understanding the Changing Structure of Scientific Inquiry.” American Economic Journal: Applied Economics, 8(1): 100-128.

DOI: 10.1257/app.20140135

Abstract

The fall of the Iron Curtain led to an influx of new mathematical ideas into western science. We show that research teams grew disproportionately in size in subfields of mathematics in which the Soviets were strongest. This is consistent with the knowledge burden hypothesis that an outward shift in the knowledge frontier increases the returns to collaboration. We also report additional evidence consistent with this interpretation: (i) The effect is present in countries outside the United States and is not correlated with the local population of Soviet scholars, (ii) Researchers in Soviet-rich subfields disproportionately increased their level of specialization. (JEL I23, O31, O33, P36)

No mínimo, um artigo interessante e os autores encontram evidências favoráveis à hipótese do deslocamento da fronteira do conhecimento (algo que aparece em um modelo de B. Jones).

Uncategorized

Tomada de decisão

Foram anos ensinando Teoria Microeconômica básica (refiro-me à teoria da decisão do consumidor) para alunos de graduação e, por isto, acabei tomando algum gosto pela coisa.

Assim, sempre que vejo algo relacionado à tomada de decisão, não resisto a divulgar aqui. Desta vez é o modelo AHP (analytic hierarchy process), implementado em R pelo pacote homônimo, ahp.

O tutorial é bem simples, mas o chato é que para montar sua própria base de dados, dá um certo trabalho (por exemplo, não sei o que é um arquivo “yaml”). De qualquer forma, não deve ser difícil investir na brincadeira.

Gosto destas heurísticas de decisão. No fundo, acho que tudo é derivável de algum modelo de maximização sujeito a restrição(ões) as mais variadas. Bom, este é meu palpite.