Uncategorized

Poesias em Economia?

Todos os alunos participaram e o resultado foi…este aqui. Foi um desafio que meus alunos superaram de forma variada e interessante. Ficou tão bom que fiz a coletânea, editei, fiz um texto introdutório e, quem sabe, fica como sugestão para outros professores.

Dei-lhe o nome de: “A poesia que é a Economia na visão de vinte autores-estudantes” e sinto-me satisfeito com o resultado. Parabenizo a turma dedicando esta coletânea e eles, aos seus, ao coordenador do curso de Engenharia (que certamente não esperava por esta minha iniciativa) e, sim, antes de mais nada, leia a introdução para entender tudo (inclusive, porque abreviei parcialmente os nomes dos novos poetas).

Anúncios