Uncategorized

O governo deveria intervir na mídia em geral?

A pergunta, para aqueles que acreditam que indivíduos não queimam dinheiro e são, portanto, racionais, é relevante. Neste sentido, este texto para discussão é bem interessante.

Um breve trecho da conclusão:

We show that, under general circumstances, political rent extraction by the media has deleterious effects on social welfare, and discuss extraordinary circumstances under which this conclusion does not hold.

Ou seja, parece que não é uma boa idéia, para o bem-estar social, que políticos se aventurem nesta intervenção. A economia política dos meios de comunicação é uma área que talvez seja promissora, desde que não se baseie apenas na retórica rocambolesca.

Anúncios
Uncategorized

Modelos educacionais: mudanças na Austrália

Decisão interessante para que gerações futuras tenham condições de vida razoáveis, senão ótimas. Claro, alguns grupos perdem com isto, mas a tendência de mudança não é uma surpresa.

Tabus e preconceitos devem ser quebrados e a questão é válida: dinheiro de pagadores de impostos devem ter um fim na melhoria das condições de vida das pessoas. A polêmica certamente ocorrerá, como em toda mudança institucional.

Uncategorized

A lei dos rendimentos decrescentes…das instituições

Institutions and Growth: A GMM/IV Panel VAR Approach

Carlos Góes
IMF Working Paper No. 15/174

Abstract:
Both sides of the institutions and growth debate have resorted largely to microeconometric techniques in testing hypotheses. In this paper, I build a panel structural vector autoregression (SVAR) model for a short panel of 119 countries over 10 years and find support for the institutions hypothesis. Controlling for individual fixed effects, I find that exogenous shocks to a proxy for institutional quality have a positive and statistically significant effect on GDP per capita. On average, a 1 percent shock in institutional quality leads to a peak 1.7 percent increase in GDP per capita after six years. Results are robust to using a different proxy for institutional quality. There are different dynamics for advanced economies and developing countries. This suggests diminishing returns to institutional quality improvements.

Então, instituições não surtem efeito de ontem para hoje e, além disso, não são desprezíveis.

instituicoes