Uncategorized

Economistas possuem algum impacto no mundo real? Sim. Veja a discussão do Uber

De quando em vez alguns economistas publicam textos masoquistas (não que não tenham razão, ok?) sobre “a falta de influência…dos economistas em políticas públicas”. Bom, parece que as coisas estão mudando um pouco (veja este texto) de uns anos para cá.

Além disso, claro, novos modelos teóricos dificilmente alcançam as políticas públicas instantaneamente por motivos óbvios. Mas na área de Law & Economics (no Brasil, ver a ABDE, a AMDE, o IDERS e a ADEPAR, por exemplo), as coisas são distintas. Veja, por exemplo, o caso do Uber na cidade do Rio de Janeiro. Os argumentos do João e do Vinícius – além de muito bem escritos no texto – foram usados em recente decisão judicial que proíbe a prefeitura do Rio de Janeiro de multar (neoludismo?) os motoristas de Uber.

Fullscreen capture 8142015 83432 PM
“Nada de Uber na minha cidade! Multa na qualidade! Vamos subdesenvolver o país!”

A propósito, o prof. Luciano Timm, pelo qual fiquei sabendo da decisão, também me chama a atenção para o impacto da concorrência do Uber sobre os taxistas: melhoria da qualidade. Veja só, leitor(a), como a lógica econômica simples continua correta: a concorrência gera tensões mas o final da história é um ganho para a maior parte da sociedade (eu diria que um efeito pouco apreciado é a melhor educação, maior cortesia e melhoria no atendimento dos taxistas). A opção de sucumbir às pressões dos taxistas – muitas vezes violenta, absurda e primitiva (mas sabemos que nem todos se comportam como animais selvagens) – não nos levaria a este resultado.

João e Vinícius estão de parabéns, não estão? E você, aluno(a) de Economia, que achava que seu curso só servia para fazer gráficos do PIB para seu tio do banco de investimentos ou para você pendurar um diploma na parede, viu só? Você pode ter relevância sim. Basta estudar e estar atento. Aliás, estudar pode melhorar, empiricamente falando, sua vida em muitos aspectos.

p.s. Sim, a mesma teoria econômica mainstreamortodoxa, que alguns adoram criticar (sem entendê-la direito), esta que você estuda em bons cursos, é a teoria que explica porque seu professor marxista adora andar de Uber e reclama do mau atendimento em táxis e outros serviços. Não, não é o valor-trabalho, sorry.

Uncategorized

Publicidade governamental viesa a mídia? Sim. Isso afeta o bem-estar social?

Muita gente nas Sociais foge deste tipo de pesquisa (será que porque sente que pode perder sua bolsa se explorar um tema assim?), mas economistas não gostam de permanecer alheios a temas assim. Então, para quem curte, eis um artigo com uma pequena – mas útil – bibliografia para quem quiser começar algo assim para dados brasileiros. Eis o resumo.

Media bias under direct and indirect government control: when is the bias smaller?

Abhra Roy – Kennesaw State University
Abstract
We present an analytical framework to compare media bias under direct and indirect government control. In this context, we show that direct control can lead to a smaller bias and higher welfare than indirect control. We further show that the size of the advertising market affects media bias only under direct control. Media bias, under indirect control, is not affected by the size of the advertising market.

Fala que não é um tema legal? Um dos artigos na bibliografia é este. Dados para o Brasil existem e existe uma grande discussão – mais política do que científica – na blogosfera sobre isto. Fica aí a sugestão.

Fullscreen capture 8152015 53355 PM