Uncategorized

Vantagem Comparativa: um conceito universal…

O carpinteiro-chefe entrega tarefas a seus homens de acordo com a habilidade de cada um. Colocadores de piso, construtores de portas corrediças, soleiras, lintéis, tetos e assim por diante (…). Se o carpinteiro-chefe conhecer bem os homens sob seu comando e designá-los para tarefas compatíveis, ele conseguirá fazer um bom trabalho. [Miyamoto Musashi, “O Livro dos Cinco Anéis”, 1984, Ediouro, original ‘circa’ 1645]

Pois é. Quem disse que apenas David Ricardo sabia disto? Ricardo apenas resumiu o que a sociedade sempre praticou, espontaneamente. Olha como muito marxista de quermesse fala besteira ao dizer que “temos que acabar com as vantagens comparativas porque isto é um conceito burguês”…

Vinho ou tecido?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s