Uncategorized

Grande Tsunami: agora, já três anos

nihonhata Há três anos este blog iniciava seus textos com uma bandeira japonesa e uma faixa de luto: havia ocorrido o maior desastre da história moderna japonesa, desde as duas bombas atômicas. Pegos de surpresa, nós, descendentes, assistimos a imagens incríveis e também terríveis na televisão.

Naqueles dias, Belo Horizonte viu o primeiro show da dupla Yayu Fish, promovido por mim e por Gustavo Eda. Um evento que iria ser uma comemoração transformou-se em um misto de alegria e também de apreensão pelo que havia ocorrido lá. Apreensão porque não foi apenas a catástrofe natural. A usina nuclear localizada em Fukushima continua sendo uma fonte de problemas para a sociedade local e o país não pode abrir mão de energia, ainda mais em um momento como este no qual parece haver algum resultado positivo nas políticas econômicas do gabinete do PLD que voltou ao poder após o fracasso do gabinete social-democrata do primeiro-ministro anterior, Naoto Kan.

A infra-estrutura, pode-se dizer, já está bem recuperada e, portanto, talvez agora seja a hora de se analisar a política econômica. A imprensa noticia hoje, de maneira esparsa, o aniversário do acidente (afinal, o dia oficial é amanhã, mas no Japão já estamos no dia 11) e as discussões sobre a Abenomics, neste blog, fazem, portanto, uma pausa breve para um minuto de silêncio para aliviar aqueles que perderam quase tudo e todos naqueles dias.

Voltamos logo mais. Até lá, força, Touhoku!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s