Uncategorized

Gastar para arrecadar ou arrecadar para gastar? Friedman estava certo…

Interessante trabalho – não tão recente, mas vá lá – sobre a dinâmica dos gastos e receitas públicas municipais. Recomendo a leitura. Fiquei com algumas dúvidas sobre as conclusões do autor, mas há dois pontos legais no artigo: (a) a base de dados (nossa velha conhecida FINBRA) e (b) a metodologia de VAR em painel.

Quer saber o que Friedman tem a ver com isto? Já sabe: leia, leia e leia!