Uncategorized

Porque deveríamos proibir Caio Prado Jr

Eis aí meu primeiro post defendendo a proibição de um autor com base em argumentos da esquerda brasileira moderna que se acha muito bonita ao defender o racismo invertido. A pesquisa, inédita, pelos trechos racistóides, na obra do tal Caio, bem como de outros, está neste ótimo texto do Leo.

Com base nele, claro, só posso concluir que os nossos burocratas são coniventes com o racismo no Brasil ao permitirem que alunos de Economia leiam os escritos deste fascista.

p.s. Nunca é demais lembrar que:

If, for instance, among us mathematical axioms seem self-evident to every eight-year-old child, and in no need of proof from experience, that is solely the result of ‘accumulated inheritance’. It would be difficult to teach them by proof to a bushman or to an Australian negro. [o pai dos partidos socialistas: Friedrich Engels, claro. Citado em: Watson, G. The Lost Literature of Socialism, 1998, The Lutterworth Press]

11 comentários em “Porque deveríamos proibir Caio Prado Jr

  1. Isso me parece excessivo, como se você tivesse apenas querendo chamar a atenção. Sou aluno de graduação de economia e na terceira aula de FES o professor já fez questão de apontar como um dos problemas do Caio Prado Jr. é seu racismo, que poderia até alimentar uma postura eugenista. Uma coisa é você estudar um autor que teve impacto muito relevante para o pensamento econômico brasileiro no ambiente da universidade e de forma crítica – apontando aspectos negativos/problemáticos em suas ideias. Outra coisa é um técnico do MEC recomendando um alerta quanto ao conteúdo racista de um livro que é parte do curriculo escolar de crianças e adolescentes, para que essas discussões sejam feitas. Se é pra criticar a postura da esquerda, busque criticar aqueles que melhor desenvolvem suas ideias. Do contrário, não há debate, apenas conversa a ouvido mouco.

    1. Obrigado pelo comentário, mas você não entendeu o ponto. Não deve ser leitor frequente do blog. Das duas coisas que você menciona, qual é a que te incomoda: o técnico do MEC?

      1. Para responder sua última pergunta rapidamente: o técnico do MEC não me incomoda.

        Na verdade eu só queria apontar que me pareceu muito caricata a forma como retrata a esquerda brasileira, logo associando ela a uma posição autoritária, como se não houvesse uma discussão séria, feita também com a esquerda, a respeito da forma como um livro como o de Monteiro Lobato poderia ser debatido em aula, e relacionando a literatura com a maneira como o racismo se expressa e na sociedade.

        Essa discussão mais me parece aquelas que volta e meia a gente vê na mídia sobre o papel que os videogames violentos tem na formação dos jovens, e não é exclusividade da esquerda.

        Eu posso estar enganado, mas tinha entendido de toda essa questão com os tecnicos do MEC era que o Ministério queria deixar um aviso sobre a respeito da linguagem pejorativa aos negros. Não me parece muito distinto de uma classificação indicativa lembrar um espectador que certo filme trata de drogas, violência, sexo etc, e não simplesmente impedir os jovens de ter acesso ao autor no programa de compras de livros do MEC.

        E sobre a questão do racismo, é evidente que ele esse tema precisa ser muito debatido, na medida em que as pessoas confundem liberdade de expressão com direito de ofender minorias e as lutas das minorias pelo reconhecimento de seus direitos com uma “ditadura do politicamente correto”.

        Se tem alguém seriamente defendendo proibir as pessoas de ler qualquer coisa que seja, só se deve temê-la se ela tiver algum poder de pôr isso em prática. E eu não li em lugar nenhum sobre alguma autoridade disposta a fazer isso. Se houver, estou com você contra isso.

        Sou leitor seu há alguns meses já e gosto sobretudo das recomendações de artigos, bem como de seus posts no dia do professor, já que careço de disciplina pra estudar.

      2. Sei não, Pedro. Se há esquerda séria, ela precisa encarar da mesma forma Caio P. Jr e Monteiro Lobato no que diz respeito aos seus devaneios. No mais, é isso aí.

  2. Outro dia li um texto em que o autor dizia que a culpa do bullying hoje é da Turma da Mônica, mais especificamente do Cebolinha. Afinal, onde já se produzir ofensas aos aspectos físicos da Mônica? Ou seja, chamá-la de baixinha, dentuça e gorducha pode provocar nela complexos para o resto da vida. Sim, era essa mesmo a idéia do texto!!!

    Estupefata diante da minha leitura pensei “ora, mas nesse caso podemos resolver aplicando a Lei Maria da Penha na Mônica! Poxa, seria até uma forma de ensinar as crianças que não se pode reagir com violência.”

    Isso, isso mesmo!!! Tirem os gibis das bancas!!!!! Eles estão destruindo a formação de nossas crianças!!! Veja eu mesma, veja o que Monteiro Lobato fez comigo, já que eu assistia a todos os episódios do Sítio!!!!

    Ah, tá, o post era sobre Caio Prado Jr… ou não? Poxa, por um momento eu me empolguei achando que o post tocava no aspecto do “politicamente correto emburrecedor” adotado, ultimamente, por níveis governamentais… Desculpe aí !!!

    Enfim, Cláudio, o sutil cinismo é uma arte para poucos. Vc está entre os poucos!

    🙂

      1. só pra constar… a Mônica se casa com o Cebola depois que eles crescem. rsrsrsrs

      1. O leitor aluno de Economia fez um argumento interessante, mas eu queria entender porque a criança não pode ler Monteiro Lobato – segundo o que ele parece defender – e o adolescente pode ler Caio Prado. Pedagogicamente, seguindo o modus operandi da nossa burocracia, talvez seja pior ainda o efeito do racismo na adolescência que, por sinal, hoje em dia, segundo os médicos, vai até os 20 anos ou algo assim.

        Realmente, precisamos de censores. Vargas, cadê você, meu ditador?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s