Uncategorized

É possível dizer nada verborrágica e matematicamente

Eis uma ótima para se pensar: é possível dizer nada verborragicamente (a pterodoxia brasileira adora o método) e também matematicamente, como se vê aqui. O caso é sério e põe em dúvida, penso eu, a idoneidade de certos processos editoriais.

Muitas vezes percebe-se que a pessoa não faz idéia do que fala, com matemática, em provas e listas de exercícios. O sujeito reproduz equações e/ou substitui expressões por outras sem critérios e, na hora de explicar, embola-se todo.

Por isso é que a gente sempre diz que, antes de qualquer coisa, deve-se entender o que se passa. Talvez parte deste problema, no Brasil, seja por conta de um processo educacional – aprovado por 90% dos pais folgados – que não incentiva o treino sério da matemática. Decora-se algumas fórmulas, inventa-se uma bobagem para agradar os ideólogos do governo (“a matemática é fria e calculista, mas o kit gay é show!” ou “a economia é fria porque tem números, mas a reforma do ministério do governo é supimpa!”)  e pronto, já passou na prova.

Agora, se entendeu…

E aí caminha a humanidade para um caminho interessante no qual quem é inteligente e íntegro pode, de fato, avançar seu conhecimento e sua formação humana e quem não o é tenta enganar os outros e obter poder político para barrar artigos (lembre-se da história de Pearson e Fisher, lá na Estatística), enriquecer (às suas custas) e sabe-se lá o que mais.

Haja paciência…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s